Falta de bovinos prejudica abate e queda chega a 23,7%

Compartilhar

    A falta de bovinos para abate em Mato Grosso do Sul acarretou na queda de 23,7% em setembro deste ano, se comparado com o mesmo período do ano passado. Em relação ao volume abatido, a queda registrada é de 24,2%, segundo boletim divulgado pela Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS).

Foram 199,6 mil abates de cabeças de bovinos em setembro deste ano e 51,2 mil toneladas de carne abatidas. No acumulado de janeiro a setembro deste ano o volume abatido no Estado chegou a 593,7 mil toneladas, recuo de 4% no comparativo com igual período de 2015.

Ao analisar apenas o abate de fêmeas, a queda no volume chegou a 6% no comparativo de janeiro a setembro deste ano com o mesmo período do ano passado.

 A explicação para este recuo, é a falta de bois no mercado, conforme o presidente da Assocarnes (Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidoras de Carnes do Estado de Mato Grosso do Sul), João Alberto Dias. “De julho a outubro, houve uma queda de oferta de animais prontos para abate. Este ano, a entressafra foi maior do que o ano passado, se estendendo até outubro”.

Dias explica ainda que ano após ano, o número de bovinos para abate diminui consideravelmente. “Houve uma diminuição de rebanho e não teve reposição de gado a altura. Outro fator que contribuiu para isso, é que pecuaristas estão migrando para agricultura, deixando de criar gado”.

Porém, há expectativa de que em novembro e dezembro, a oferta de animais para abate melhore. “Esperamos que haja melhora no número de animais, por causa das festas de fim de ano, para recuperar essa entressafra”.

fonte:http://www.agrolink.com.br/noticias/falta-de-bovinos-prejudica-abate-e-queda-chega-a-23-7–em-ms_364176.html 


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *