Recomendação de inseminação de Sêmen sexado

Compartilhar

Sêmen sexado: Pesquisas recomendam inseminar mais tarde que o sêmen convencional.

Os sistemas de detecção de estro (cio) que utilizam aparelhos (pedômetros, detectores de atividades) estão se tornando cada vez mais populares em fazendas comerciais brasileiras. A utilização destes sistemas criam oportunidades para aumentar a porcentagem do rebanho inseminado sem a utilização de protocolos de sincronização de cio. Em grandes rebanhos, a utilização destes sistemas também pode reduzir a necessidade de mão de obra necessária para observação de cio (visual ou com utilização de marcadores na cauda).

Utilizando equipamento para detecção de estro, pesquisadores da Universidade de Minnesota, determinaram que a taxa de prenhez por inseminação foi maior quando o intervalo entre a primeira monta (início do cio) até a realização da inseminação artificial (IA) foi de 4 a 12 horas quando foi utilizado sêmen convencional (figura 1). Mais recentemente, tem sido sugerido que o tempo ideal entre o aumento de atividade até a IA para maximizar a taxa de prenhez por inseminação é de 4 a 12 horas em vacas adultas e aproximadamente 16 horas em novilhas. Estes dados possuem uma explicação fisiológica. A ovulação ocorre aproximadamente 28 a 30 horas após a vaca iniciar os sinais de cio (primeira monta, aumento de atividade).

Após a ovulação, um óvulo viável esta presente no útero da vaca por aproximadamente 10 horas. Após a IA, as células do esperma são viáveis no útero por aproximadamente 24 horas e dentro deste período (primeiras 10 horas) as células do esperma sofrem algumas reações químicas que permitem a fertilização. Entretanto, a inseminação de vacas entre 4 a 16 horas após o início do cio representaria a inseminação em aproximadamente 12 a 26 horas antes da ovulação. Inseminar as vacas mais cedo (antes de 4 horas após o início do cio) pode reduzir a taxa de prenhez por inseminação devido ao número limitado de células viáveis para fertilizar o óvulo e inseminar vacas muito tarde (após 16 horas do início do cio) pode reduzir a taxa de prenhez por inseminação porque quando as células do esperma estão prontas para fertilização, não encontrariam óvulos viáveis para fertilizar.

Figura 1 – Tempo ideal de inseminação com utilização de sêmen convencional vs. sêmen sexado. Probability of pregnancy = probabilidade de prenhez. Ideal time to AI with conventional semen = Tempo ideal de inseminação com sêmen convencional. Ideal time to AI with sex-sorted semen = Tempo ideal de inseminação com utilização de sêmen sexado. Hours from onset of estrus = Horas após início do estro.

O sêmen sexado é produzido do ejaculado processado e que resulta em sêmen com células predominantemente contendo o cromossomo X (fêmea) ou Y (macho). Embora o processo de seleção de sêmen resulte em elevada pureza, ou seja, 90 a 95% das células presentes na palheta são do sexo desejado, a produção de sêmen sexado é cara devido principalmente uma grande parte do ejaculado ser “perdido” no processo.

Portanto, palhetas com sêmen sexado geralmente possuem 10 vezes menos células do que palhetas com sêmen convencional. Este processo de selecionar o cromossomo e o número reduzido de células na palheta geralmente é responsável pela baixa taxa de prenhez por inseminação observada com a utilização de sêmen sexado.

Considerando o número reduzido de células na palheta com a utilização de sêmen sexado e a menor viabilidade dos mesmos, estratégias têm sido avaliadas para aumentar a taxa de prenhez por inseminação com a utilização de sêmen sexado. Um ponto de grande interesse dos pesquisadores é o tempo da IA em relação ao início do cio. Inseminação com sêmen sexado de 4 a 16 horas após o início do cio (recomendado para sêmen convencional) pode limitar o número de células viáveis para fertilização quando um óvulo estiver pronto para ser fertilizado.

Recentemente pesquisadores demonstraram que a taxa de prenhez por inseminação de novilhas Jersey inseminadas com sêmen sexado foi maior quando a inseminação aconteceu aproximadamente entre 16 a 24 horas após o início do cio (12 a 16 horas = 38%, 16,1 a 20 horas = 52%, 20,1 a 24 horas = 56% e de 24,1 a 30 horas = 46%). Outro experimento com vacas Jersey lactantes (n = 600) esta sendo conduzido para determinar o tempo ideal de IA com a utilização de sêmen sexado com relação ao início do cio, levando em consideração o aumento de atividade dos animais. Dados preliminares da pesquisa sugerem que vacas lactantes recebendo sêmen sexado devem ser inseminadas entre 20 a 28 horas após o início do cio para atingir a taxa ótima de prenhez por inseminação.

Estes tipos de experimentos que exploram as melhores alternativas para aumentar a taxa de prenhez por inseminação de novilhas e vacas em lactação com a utilização de sêmen sexado são cruciais para permitir que produtores de leite utilizem estas tecnologias com o maior proveito sem comprometer parâmetros reprodutivos.

Adaptado de: Early results suggest waiting longer to breed with sexed sêmen. Bovine veterinarian, dezembro de 2014.

Escrito em: 11/01/2016 Por: Marcelo Hentz Ramos, Médico Veterinário, PhD – Diretor 3rlab.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: