Syngenta comercializa nova variedade de cana-de-açúcar

Compartilhar

A Syngenta anuncia a expansão de suas parcerias com os principais centros de pesquisa e tecnologia do setor sucroenergético para a comercialização de variedades de cana-de-açúcar.

 

A inclusão de um acordo com o CTC – Centro de Tecnologia Canavieira, e a continuação dos acordos com a Ridesa (Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético) e com o IAC (Instituto Agronômico de Campinas), tornarão disponíveis os bancos genéticos dessas instituições para toda a base de clientes da Syngenta.

 

As variedades serão utilizadas dentro da plataforma de tecnologia de plantio PLENE para os produtos Plene Evolve (mudas desenvolvidas para viveiros pré-primários) e Plene PB (mudas pré-germinadas).

 

 “Com as parcerias, temos agora à disposição o melhor e mais completo portfólio de variedades para o plantio de cana-de-açúcar do mercado”, afirma Adriano Vilas Boas, diretor Global de Marketing da Syngenta. “Com isso, reforçamos nossa oferta de soluções integradas com tecnologia para o aumento de produtividade e qualidade na produção brasileira de açúcar e etanol”, conclui o executivo.

 

 Entre as variedades do CTC, que serão utilizadas exclusivamente no Plene Evolve, estão a CTC21, que confere maior tolerância às principais doenças, e a CTC7, apta ao plantio de inverno. Entre as opções do IAC estão a IACSP95-5000, que garante alta produtividade e adaptação à mecanização, e a IACSP95-5094, com alto teor de sacarose e florescimento raro. Como destaques da Ridesa estão a RB965902, de alto teor de sacarose e excelente sanidade, e a RB928064, com alto teor de sacarose em final de safra e menor florescimento. As variedades do IAC e da Ridesa estão disponíveis tanto para Plene Evolve quanto para Plene PB.

 

 As novas ofertas possibilitarão atender aos clientes que antes não tinham acesso a tecnologias específicas para suas necessidades, como, por exemplo, aqueles localizados em ambientes produtivos desafiadores.

 

 “A parceria é benéfica por fortalecer ainda mais a presença do CTC nos canaviais brasileiros, isso porque teremos mais um canal para não apenas multiplicar nossas variedades sadias, como também entregá-las aos nossos clientes”, conta Osmar Figueiredo Filho, diretor Comercial do CTC.

 

 Os investimentos em pesquisas para as soluções em cana-de-açúcar da Syngenta são sustentados pela aplicação de recursos global da empresa, de US$ 1,4 bilhão por ano em P&D. O foco da Syngenta em cana-de-açúcar, incluindo o desenvolvimento de um território comercial dedicado exclusivamente a essa cultura, possibilitou que a empresa construísse uma proximidade inigualável com os clientes e, consequentemente, no crescimento de vendas de produtos de proteção para cana acima dos 50% ao ano em 2012 e 2013. As variedades já estão disponíveis para a safra 2014/2015.

 

Autor: Ricardo Ditchun.

Fonte: informações de assessoria.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *