Chuva renova a esperança de agricultores no SE

Compartilhar

Eles aproveitaram a terra molhada para plantar feijão. Variedades resistentes à seca são as preferidas.

 

As máquinas estão no campo. Osvaldo Rodrigues aproveita a chuva para plantar feijão nos 15 hectares da propriedade que tem no município de Poço Verde, região centro-sul de Sergipe.

Depois de perder 70% da safra o ano passado por causa da seca, ele resolveu se prevenir: trocou o feijão carioquinha pelo mulatinho, que é mais resistente à falta d’água.

O período chuvoso está apenas começando na região, mas Antônio Magno também não perdeu tempo. A plantação até já brotou e ele planeja colher em uma área de dois hectares, quase duas toneladas da variedade carioquinha, 70% a mais que no ano passado.

 

Até agora choveu 90 milímetros em Poço Verde, maior produtor de feijão do estado, 69 só no mês de abril, o que deixou os agricultores esperançosos para a safra deste ano. A expectativa é que o município produza 9 mil toneladas de feijão.

“As chuvas deste ano vieram no inverno, nós estamos no mês de maio, que normalmente é instável, e as chuvas estão chegando logo depois do plantio, então acreditamos em uma boa safra”, explica Luiz Alberto Souza, técnico agrícola da Emdagro, Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe.

Manoel Oliveira não quer nem ouvir falar em seca. Ele dobrou a área da plantação de feijão e está confiante que o clima vai ajudar. “Estou esperançoso, se depender do tempo, a safra vai ser boa”.

 

Fonte: Globo Rural


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: