Vacina de vírus vivo contra a Doença de Gumboro em aves é tema de palestra na Conferência Facta

Compartilhar

A Doença de Gumboro é uma das principais causas de problemas imunológicos em aves, sendo responsável por importantes prejuízos para a cadeia da produção de carne de frangos e de ovos. A imunização das aves com vírus é uma solução eficaz contra esse desafio e foi tema da palestra “Imunogenicidade da vacina de Gumboro viva (cepa MB) aplicada pela via in ovo”, na Conferência Facta 2021, conduzida pelo dr. Sjaak DeWit, professor da Universidade de Ultrecht (Holanda), convidado pela Phibro Saúde Animal. Médico veterinário, DeWit é doutor em ciências pela mesma instituição. Em sua carreira como pesquisador, é expert em patógenos aviários. Além disso, em 2016, assumiu a presidência do European College of Poultry Sciences.

Em sua apresentação, o dr. DeWit destacou que a Doença de Gumboro causa “danos transitórios à Bursa [de Fabricius] e depressão transitória das respostas de anticorpos primários”. Assim, a infecção desse importante órgão linfoide primário pode causar algum grau de imunossupressão nas aves, provocando disfunção imunológica e abrindo as portas para a ocorrência de diversas doenças.

“A palestra ajudou os participantes a compreenderem melhor o papel das vacinas com vírus vivo de cepa intermediária, que atuam de maneira diferenciada no organismo das aves, com resposta precoce quando comparada às vacinas de imunocomplexo, pois usam os próprios anticorpos maternais presentes nos pintinhos”, destaca Eva Hunka, gerente de negócios biológicos da Phibro.

Na apresentação, o cientista holandês demonstrou a “segurança relativa, a resposta imune humoral e o desempenho de produção de frangos de corte vacinados” em “quatro testes de campo realizados no Brasil, Argentina, Israel e África do Sul”. Os resultados do estudo controlado confirmaram ensaios de campo já relatados. A vacina utilizada para a pesquisa foi a MB-1, da Phibro.

“O professor Sjaak DeWit mostrou que a vacina MB-1 é altamente eficaz e segura contra a Doença de Gumboro e oferece proteção garantida de até 4 dias antes da vacina de imunocomplexo convencional utilizada para comparação no estudo. Essa redução no tempo ‘de espera’ diminui a janela imunológica e melhora a proteção das aves contra os vírus de campo”, salienta Eva, que é mestre em medicina veterinária preventiva. “E esse benefício tem sido reconhecido pelo mercado: até o momento, mais de 100 milhões de aves já foram imunizadas com MB-1 apenas no Brasil.”

A íntegra da palestra pode ser assistida em https://youtu.be/2zVGkZg8-i0.

Sobre a Phibro

A Phibro Saúde Animal é uma das mais importantes indústrias veterinárias e de nutrição animal do mundo. Criada em 1916, nos Estados Unidos, está presente no Brasil há 25 anos, oferecendo produtos para suínos, aves, bovinos de corte e de leite, peixes e camarões, além oferecer soluções para a produção de fontes energéticas renováveis. Para mais informações, acesse: www.pahc.com/brasil


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *