Custos de produção do leite tem aumento no 1o. tri

Compartilhar

Custos de produção do leite acumulam alta de 8,03% no primeiro trimestre.

Em março, alta foi de 1,87%, apontam cálculos da Embrapa Gado de Leite.

Em março, a variação do custo de produção de leite subiu 1,87%, de acordo com o Índice de Custos de Produção de Leite – ICPLeite/Embrapa, calculado pela Embrapa Gado de Leite. O grupo Alimentação concentrada foi o único que apresentou deflação, caindo -0,47%, puxado pela acomodação de preços do farelo de soja e fubá, em algumas praças.

Já a maior variação foi encontrada no grupo Produção e compra de volumosos, que subiu 7,90% impulsionado pelos reajustes nos preços dos combustíveis, levando, ainda, o grupo Energia e combustível a apresentar a segunda maior alta, 3,08%. As outras variações positivas foram em Qualidade do leite, 3,08%, cujo preço do sanitizante continua subindo, Sanidade, 0,56% e Sal mineral, 0,03%. Os grupos Mão de obra e Reprodução não sofreram alterações.

O primeiro trimestre de 2021, o ICPLeite/Embrapa acumulou alta de 8,03%. Com as recentes altas dos combustíveis e o câmbio desvalorizado, o custo do grupo Produção e compra de volumosos acumulou a maior variação, 16,69%. Qualidade do leite acumula 12,23%, ainda refletindo o aumento da demanda por produtos de limpeza.

O acumulado da Alimentação concentrada cedeu em relação à verificada no mês anterior, apresentando 6,10%. Já a variação acumulada de Energia e combustível quase dobrou. A inflação acumulada em doze meses foi 31,17%, segundo ICPLeite/Embrapa.

Os dois grupos que tratam da alimentação do rebanho, Alimentação concentrada e Produção e compra de volumosos apresentaram as maiores contribuições, seguidos pelo grupoQualidade do leite e Energia e combustível. Todos os grupos acumularam variações positivas.

FONTE: DATAGRO.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *