Seu cachorro anda estressado

Seu cachorro anda estressado? Saiba identificar e tratar

Compartilhar

Um cachorro estressado está sujeito a uma série de problemas de saúde. Mas você sabia que, apesar da má fama, o estresse contribuiu para a sobrevivência das espécies? Funciona assim: em situações de risco, nosso organismo reage com várias funções involuntárias.

É o caso da liberação de adrenalina, que aumenta as frequências cardíaca e respiratória, deixando o corpo em estado de alerta. Juntas, essas reações têm o objetivo de estimular a fuga ou o ataque, o que é boa notícia para quem se vê ameaçado por um predador.

O problema é quando o organismo reage e entende estar sob ameaça o tempo todo, mesmo em situações cotidianas e na tranquilidade do lar. A esse quadro dá-se o nome de estresse crônico.

Sintomas do estresse canino

O organismo de um animal estressado tem função semelhante ao nosso. Logo, os indícios do quadro também são muito parecidos.

“A grande diferença é que os seres humanos têm melhores formas de lidar com o estresse do que os animais”, diz a Dra. Louise Siqueira, médica-veterinária da clínica Seres de Salvador. Por isso, entre os sinais de cachorro estressado, ela destaca:

Latidos excessivos;

Hiperventilação;

Comportamento destrutivo;

Lambedura das patas;

Queda de pelos;

Falta de apetite.

Alguns sintomas de cachorro estressado, como os latidos em excesso e o comportamento destrutivo, prejudicam a convivência do pet com a família. Mas essa é só uma das razões para se preocupar com o estresse canino.

Além de reduzir o bem-estar do seu amigo, ele também está associado à diminuição da imunidade e a outros problemas graves como taquicardia e aumento da pressão arterial. Portanto, se você tem um cachorro muito estressado, é bom ficar atento!

Estresse, tédio ou ansiedade?

Falando de seres humanos ou de cachorros, é comum que os três termos sejam usados como sinônimo. Para a Dra. Louise isso acontece porque boa parte das vezes esses quadros de fato estão interligados. Em linhas gerais, o tédio pode ser entendido como um sentimento pontual que surge quando não há nada para fazer.

Entretanto, se o tédio for muito frequente ele pode evoluir para quadros de ansiedade e estresse em cachorro. “Esses quadros podem se confundir e um agravar o outro, gerando comportamentos impulsivos e estressantes”, diz a veterinária.

Quais são as causas do estresse canino e o que fazer para relaxar o pet?

Pode parecer óbvio, mas não custa nada lembrar: as necessidades caninas não são as mesmas dos seres humanos. Para muita gente, nada mais relaxante do que passar o dia todo em casa, maratonando séries na TV.

Já no caso dos animais, não ter o que fazer é justamente uma das causas mais comuns para deixar o cachorro estressado. Mas o que eles precisam fazer para ficarem relaxados? O segredo de ter em casa um pet mais tranquilo é propor atividades e criar uma rotina que estimule os instintos e os sentidos caninos. Confira algumas dicas:

Crie uma rotina de acordo com seu estilo de vida e procure segui-la à risca. Um cachorro que sabe como será o seu dia tende a ser menos estressado e ansioso;

Passeie diariamente com o pet, se possível, mais de uma vez ao dia. Além de gastar energia, os passeios são importantes para a socialização e para colocar o peludo em contato com novas texturas, odores, ruídos, etc.;

Enriqueça o ambiente com diferentes tipos de brinquedos. É comum que os tutores ofereçam somente brinquedos de roer, e isso não ajuda muito em casos de cachorro estressado. Apesar deles serem importantes, é necessário estimular também outros comportamentos naturais, como o forrageamento. Brinquedos recheados, que estimulam a busca por comida, são ótimos para distrair o amigo de quatro patas na sua ausência;

Não se esqueça das brincadeiras! A interação com o tutor também é fundamental para o bem-estar do pet. Por isso, além de oferecer brinquedos, procure brincar com o cão lançando bolinhas, brincando de esconde-esconde, etc…

Evite deixar o peludo sozinho por muito tempo. Para quem passa o dia todo fora, hoje em dia, é possível encontrar locais, como o daycare da Petz, onde os pets podem passar o dia fazendo diversas atividades pensadas com cuidado para eles.

Agron Home

Veja também: Criminosos limpam contas bancárias de vítimas à distância

Fonte: Petz.com.br


Compartilhar

One thought on “Seu cachorro anda estressado? Saiba identificar e tratar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *