Em MG poder de compra do recriador diminuiu

Compartilhar

Em Minas Gerais poder de compra do recriador diminuiu nos primeiros meses de 2017.

Poder de compra do recriador/invernista diminuiu nos primeiros meses de 2017 em Minas Gerais.

Apesar das consecutivas quedas nas cotações dos animais de reposição, o poder de compra do recriador/invernista diminuiu nos primeiros meses de 2017 em Minas Gerais. Quando analisamos a variação anual, o preço de todas categorias de reposição pesquisadas pela Scot Consultoria teve retração média de 14,0% no estado. Para o boi gordo o recuo foi de 5,9%.

Comparando os preços atuais com os do início do ano, a situação é oposta. A queda dos preços dos animais de reposição foi inferior ao recuo do boi gordo: 4,4% frente a 7,8%. Diante dessa conjuntura, percebe-se que o poder de compra do recriador/invernista piorou. A relação de troca, que anteriormente era favorável para esses pecuaristas, recentemente perdeu força.

Destaque para relação de troca com o boi magro (12@). Atualmente, com preço de venda de um boi gordo (16,5@) é possível comprar 1,32 boi magro. No início do ano a relação estava em 1,39, piora de 5,2% no poder de compra. Entretanto, comparando com o mesmo período do ano passado, a relação de troca ficou 7,5% mais favorável para o invernista, uma vez que em mai/16 comprava-se 1,23 boi magro.

Fonte: SCOT CONSULTORIA.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *