Centro de Risco e Seguro Rural

Compartilhar

Sociedade Nacional de Agricultura cria Centro de Risco e Seguro Rural.

A Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) criou o Centro de Risco e Seguro Rural (CRSR). O objetivo é gerar, por meio de pesquisas, conhecimento especifico a respeito do setor, e promover a formação de corretores, peritos rurais e agentes de risco.

“Existe uma lacuna em pesquisas sobre risco e seguro rural, no funcionamento e deficiências das instituições, melhoria do marco regulatório, etc. Esta lacuna pode ser atendida pelo CRSR”, declarou o economista e diretor técnico da SNA, Cláudio Contador.

“Apesar dos grandes avanços liderados pela ministra Tereza Cristina, a tarefa de ampliar o seguro rural deve ser assumida também e principalmente pelo setor privado”, disse o especialista, que coordenou uma reunião virtual a respeito do assunto, organizada pela SNA.

O presidente da instituição, Antonio Alvarenga, afirmou que o CRSR deverá realizar, a princípio, um levantamento para identificar os gargalos do seguro rural e propor medidas para solucioná-los, a partir de um trabalho conjunto com o Ministério da Agricultura, seguradoras e outros representantes do setor.

Alvarenga disse que a área de cobertura do seguro rural no Brasil ainda é muito pequena e considerou o alto valor do prêmio um grande obstáculo que desestimula o produtor.

“Um dos objetivos da SNA é trabalhar com o seguro agrícola. Por meio de nossa plataforma de ensino, iremos promover capacitações a distância para todos os profissionais do setor”, anunciou o presidente da SNA.

Expansão

Segundo Contador, a criação do CRSR é uma consequência natural da expansão da SNA. “O Centro terá forte sinergia e realizará atividades conjuntas com a Faculdade de Ciências Agroambientais (Fagram), que é uma instituição de ensino superior aprovada pelo MEC”.

Além disso, ressaltou Contador, “a SNA possui um conselho de economistas de renome, com forte titulação e experiência profissional em instituições públicas e privadas, e tem credibilidade e reconhecimento como instituição líder no agronegócio e com uma história centenária de serviços prestados ao Brasil”.

Para o economista, “a credibilidade e a aproximação da SNA com as instituições mais importantes do agronegócio vão facilitar a divulgação das atividades do CRSR e identificar as demandas do setor”.

Funcionamento

O Centro também ficará encarregado de implantar um centro de documentação, elaborar materiais didáticos, editar publicações, promover seminários, criar prêmios, entre outras ações. Além disso, vai dispor de equipamento moderno para desenvolver pesquisas com Big Data.

No biênio 2020/2022, o Centro será coordenado por Contador, que é Ph.D. pela Universidade de Chicago.

Também estiveram presentes à reunião de criação do CRSR diretores da SNA; autoridades do Ministério da Agricultura, entre elas, o diretor do Departamento de Gestão de Riscos do Mapa, Pedro Loyola; especialistas em perícia, pesquisa e formação de profissionais e representantes de cooperativas e do mercado segurador.

PSR

Ainda durante o encontro, Loyola atualizou os dados do Programa de Subvenção ao Seguro Rural (PSR) do Mapa. Segundo o diretor, este ano, o programa deverá alcançar cerca de 13 milhões de hectares (um crescimento de 10% para 20% de área segurada), com mais de 187 mil apólices.

Já o valor segurado, até o momento, aumentou para R$ 43.67 bilhões, contra apenas R$ 19.58 bilhões em 2019, e o número de subvenções contratadas já ultrapassa os R$ 842 milhões, praticamente o dobro do ano passado. O fortalecimento e a promoção do seguro agrícola no País é uma das metas do Ministério da Agricultura.

FONTE: SNA.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *