Qualificação como estímulo para manter o homem no campo

Compartilhar

Qualificação como estímulo para manter o homem rural no campo em debate no 1º CNAGRO

 

As inovações tecnológicas e científicas, a qualificação da mão de obra do homem no campo, o empreendedorismo no agronegócio e a preservação ambiental são alguns dos temas que serão abordados durante o 1º Congresso Nacional de Inovações Técnico-Científicas, Inclusão Social e Valor Agregado do Agronegócio (CNAGRO).

 

O encontro, que acontece entre os dias 2 e 4 de junho, na sede da Universidade da Grande Dourados (Unigran), em Dourados (MS), tem como parceiros o portal e a revista AGRON, a Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP), a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) e o governo do Estado do Mato Grosso do Sul.

 

De acordo com o coordenador do evento, professor Selmos Luiz Gressler, o objetivo é trazer as discussões para o âmbito multidisciplinar. “O Brasil é muito extenso, muito plural, com várias nuances e características. Por isso, precisamos discutir o agronegócio por área e pela realidade de cada região, de forma mais holística”, sugere.

 

O 1º CNAGRO pretende contar com a participação da comunidade científica (docentes, estudantes de graduação e pós-graduação das áreas de Ciências Biológicas, Ciências Agrárias, Administração e Humanas, entre outras.

 

Segundo Gressler, as inovações tecnológicas têm “caminhado razoavelmente bem” e chegado ao campo. Porém, há muito a fazer no País. “O agronegócio é o motor da economia brasileira, no entanto, precisamos avançar como, por exemplo, qualificando os profissionais que estão lá na ponta, criando condições gerais para que o homem rural permaneça no campo”, ressalta o professor.

 

DIVULGAÇÃO DE TRABALHOS

Gressler informa ainda que o congresso trará duas modalidades de trabalhos científicos na forma de resumos expandidos (CNAGRO Científico) e resumo simples (CNAGRO Júnior) para apresentação oral ou em pôster, voltados para estudantes de cursos de graduação.

 

As temáticas devem permear os seguintes temas: inovações tecnológicas para produção de alimentos e energia nos trópicos; a inclusão social e o empreendedorismo relacionado ao meio rural; as propostas de educação para a formação de mão de obra altamente qualificada (graduação e pós-graduação); a difusão do conhecimento por meio da extensão rural e capacitação, tendo como meta a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente em toda a cadeia do agronegócio.

 

O prazo final para submissão dos trabalhos é no próximo dia 23 de maio.  Conforme o coordenador do evento, serão aceitos resumos nas áreas relacionadas à programação do 1º CNAGRO: inovações tecnológicas; empreendedorismo e agronegócio; educação relacionada ao agronegócio; sustentabilidade na agricultura e pecuária.

 

O valor da inscrição antecipada é de 70 reais para estudantes e 120 reais para profissionais. Durante algumas palestras do congresso, o cenário do agronegócio no Estado do Mato Grosso do Sul deve receber atenção especial. Mais informações, inclusive da programação completa, acesse www.agron.com.br/cnagro.

 

 

 

Fonte: Equipe SNA/RJ


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *