Veja como os daltônicos enxergam e faça um teste

Compartilhar

Conheça os Gifs que mostram como os daltônicos enxergam

A MVF Global, uma das principais empresas de aquisição de clientes do mundo, criou seis gifs que ilustram a experiência dos daltônicos.

Veja os Gifs mais abaixo no final da reportagem.

Como você imagina que uma pessoa daltônica enxerga? Só algumas cores? Pensando nisso, a MVF Global, uma das principais empresas de aquisição de clientes do mundo, criou seis gifs que ilustram a experiência dos daltônicos. As informações são do site americano IFL Science.

Publicidade

A capacidade de ver cores está ligada a células da retina, que absorvem luz em diferentes comprimentos de onda e emitem impulsos nervosos a partir das informações recebidas. É dessa forma que o cérebro “enxerga” as cores. Existem três tipos dessas células: o tipo que absorve luz vermelha, outro verde e outro azul. Em pessoas daltônicas essas células não funcionam de forma adequada e acabam absorvendo luz de outras cores, além daquelas que deveriam captar, o que faz com que eles diferenciem menos as cores.

O problema, que atinge, em média, um em cada 12 homens e uma em cada 200 mulheres, é dividido em três tipos. O primeiro é o acromático, o tipo mais raro, quando a pessoa só enxerga preto, branco e cinza. O segundo é o dicromático, quando não consegue identificar uma das seguintes cores vermelha — verde ou azul. O terceiro é o tricomático, o tipo mais comum, caracterizado por uma leve dificuldade em distinguir as cores como vermelho, verde e azul.

De acordo com a Color Blind Awareness, ONG que busca sensibilizar a comunidade para as necessidades do daltônico, a forma mais comum de daltonismo é a que afeta a percepção do vermelho e do verde e inclui a protanopia, deuteranopia, protanomalia e deuteranomalia, condições com leves diferenças, mas todas relacionadas à dificuldade de diferenciar as tonalidades de verde e vermelho.

Teste de Daltonismo. Imagens no final dessa reportagem.

    Na maioria das vezes o daltônico leva anos para perceber sua deficiência: Como sentir falta de algo que nunca se viu?

    Estatisticamente, devido a fatores genéticos ligados ao cromosoma X, as mulheres têm muito menos probabilidade de serem daltônicas do que os homens.

    Segue abaixo as imagens de um teste resumido de daltonismo utilizando figuras de Ishihara. O objetivo deste teste é identificar os números presentes em cada figura. Alguns números podem ser identificados, mesmo que a indicação diga que não, por determinados tipos de daltônicos. Veja as imagens mais abaixo e depois confirme aqui se acertou a ordem dos números.

    É importante ressaltar que a comprovação da existência de daltonismo deve ser feita por um oftalmologista.

    A técnica mostrada neste site não trata imagens, logo não adianta clicar no ícone de acessibilidade, para ver os números nas figuras, se você for daltônico.

figura de ishihara com o número 2 pessoas com daltonismo não enxergam o número 2

figura de ishihara com o número 12 mesmo pessoas com daltonismo enxergam o número 12

figura de ishihara com o número 3 pessoas com daltonismo não enxergam o número 3

imagem hishihara com o número 6 pessoas com daltonismo não enxergam o número 6

figura de ishihara com o número 7 pessoas com daltonismo não enxergam o número 7

figura de ishihara com o número 8 pessoas com daltonismo não enxergam o número 8

figura de ishihara com o número 29 pessoas com daltonismo não enxergam o número 29

figura de ishihara com o número 57 pessoas com daltonismo não enxergam o número 57

figura de ishihara com o número 74 pessoas com daltonismo não enxergam o número 74

Caso o teste tenha indicado que você é daltônico, é bom saber que não há motivo para preocupações. Um daltônico pode tranquilamente vencer esta dificuldade. É importante saber que se tem uma limitação para poder lidar com ela. A limitação faz com que criemos soluções para superá-la. Lembrando mais uma vez: só um oftalmologista poderá fazer um diagnóstico de daltonismo corretamente.

Atualmente algumas empresas estão desenvolvendo lentes que possibilitam os daltônicos enxergarem todas as cores. Confira no texto abaixo.

Novos óculos fazem daltônicos enxergarem todas as cores

As lentes ajudam a separar os diferentes tons e, em pessoas com visão normal, os tornam mais intensos

Novos óculos especiais farão pessoas daltônicas verem todas as cores pela primeira vez. A fabricante de tintas americana Valspar desenvolveu o objeto em parceria com a EnChroma, empresa que pesquisa a percepção de cores.

A capacidade de ver cores está ligada a células da retina, que absorvem luz em diferentes comprimentos de onda e emitem impulsos nervosos a partir das informações recebidas. É dessa forma que o cérebro “enxerga” as cores. Existem três tipos dessa células: um absorve luz vermelha, outro verde e outro azul. Em pessoas daltônicas essas células não funcionam de forma adequada e acabam absorvendo luz de outras cores além daquelas que deveriam captar, o que faz com que eles diferenciem menos cores.

As lentes dos óculos ajudam a separar as cores para que sejam captadas corretamente pelos olhos. O fabricante afirma que pessoas com visão normal podem utilizá-lo para dar mais intensidade aos tons. Os óculos, disponíveis em vários modelos, custam em média 400 dólares e podem ser comprados pelo site da EnChroma, que envia o produto para diversas localidades, inclusive o Brasil.

Em um vídeo divulgado pelo fabricante, pessoas daltônicas experimentam os óculos e veem cores pela primeira vez. Confira (legendas em inglês):


Veja também abaixo um vídeo emocionante de pessoas vendo pela primeira vez em cores.

Fonte: Site veja com adaptações.

Conheça os seis gifs, a seguir.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *