Cowboy Babalú – Fred e Humberto

Compartilhar

Letra da música Cowboy Babalú com Fred e Humberto na versão original.

 

Fala que é peao valente mais nunca dormiu no mato

A botinha que ele usa nunca saiu do asfalto

Tem nojo de masca fumo so mastiga babalu

Essa caloi tem cestinha esse cural é angu

 

Fala por ai que é bruto só porque acha bonito

Bota escamada e chapeu, fivela prata no cinto

Mas ele tira cuticula, passa creminho no rosto

Essa tábua leva prego, esse galo bota ovo

 

Eu dou risada disso tudo que eu vejo

Uns mauricinho querendo ser sertanejo

Cowboy babalu se num guenta a empreitada

Porque boi em pasto estranho

Em que berrar igual vaca

 

Nunca pito um paiero fuma cigarrim de menta

Tem que beber smirnoff porque pinga não aguenta

Playboizinho fica veiaco a bacada aqui é seca

O seu leite é de caxinha, o meu eu bebo na teta

 

Quem partilha da bandeira sabe bem o que é isso

Desse amor pela viola que é mais que um compromisso

Cumpanheru discunfia não se trata de opção

Esse estilo ta no sangue herança de geração

 

Eu do risada disso tudo que eu vejo

Uns mauricinho querendo ser sertanejo

Cowboy babalu se num guenta a impreitada

Porque boi em pasto estranho tem que berra igual vaca


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *