Chuvas abaixo da média para região oeste do MT

Compartilhar

Previsão da Aprosoja indica chuvas abaixo da média para região oeste do Mato Grosso em novembro.

Caso projeção se confirme, desenvolvimento vegetativo da soja pode ser comprometido.

O relatório de acompanhamento climático da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), AproClima, mostra que a região Oeste, tem expectativa de 116 mm de chuva acumulada para novembro, valor 42,68% menor que a média dos últimos 5 anos, o que pode afetar o desenvolvimento vegetativo da cultura, para os próximos 30 dias. No entanto, a média de chuvas de outubro ficou próxima de 100 mm para todo o Estado, sendo que na última semana do mês as precipitações foram superiores ao do mesmo período do ano passado.

Já a projeção da semeadura de milho para a safra 2020/2021, mesmo com o atraso do plantio da soja, os trabalhos a campo tendem a se encerrar em época semelhante ao ocorrido na média das últimas cinco safras.

É importante o destaque para o impacto disso na produtividade da cultura, já que nas temporadas de semeadura mais precoce (18/19 e 19/20), as produtividades médias foram as maiores da série histórica. Por fim, se confirmadas estas projeções, 20,33% das áreas poderão ser semeadas fora da janela ideal do cultivo do milho (até final de fevereiro).

Em relação à semeadura da soja em Mato Grosso, os trabalhos de campo alcançaram 53,90% das áreas na última sexta-feira, o que possibilitou a projeção da curva de florescimento e colheita esperada para a cultura. Apesar do atraso inicial da semeadura, a maior utilização de variedades de soja de ciclo super precoce auxiliaram na estimativa de “encurtamento” no tempo para a colheita da soja no Estado.

Ao analisar a previsão, percebe-se que a projeção é de aproximadamente uma semana de diferença para a colheita da safra passada. Porém, é importante ressaltar que a velocidade dos trabalhos nesta reta final de semeadura e a quantidade de chuva na época de colheita podem afetar a retirada do grão das lavouras, com estimativa de chuva em volume relativamente adequado ao desenvolvimento da soja na floração, em dezembro de 2020.

Para saber mais informações climáticas acesse http://aproclima.aprosoja.com.br ou baixe o aplicativo da Aprosoja MT, disponível na Google Play e App Store.

AproClima – Lançado há um ano, o projeto conta atualmente com 38 estações meteorológicas distribuídas em áreas produtivas nas quatro regiões de Mato Grosso. Os dados das estações são coletados todos os dias e enviados para a plataforma do AproClima. A iniciativa conta com a parceria do Sistema Tempo Campo (Esalq/USP) e o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

FONTE: DATAGRO.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *