Cooperativas têm exportação recorde

Compartilhar

As exportações das cooperativas brasileiras no primeiro trimestre deste ano somaram US$ 1,409 bilhão, valor 9% acima de igual período do ano passado e recorde da serie histórica do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). As importações das cooperativas fecharam o trimestre com compras de US$ 48 milhões, em queda de 10,5% em relação a 2012 (US$ 54 milhões). Com esses resultados, a balança comercial das cooperativas registrou saldo positivo de US$ 1,360 bilhão no trimestre, valor 9,8% maior que o observado no mesmo período do ano passado, quando atingiu US$ 1,238 bilhão.

 

A corrente de comércio das cooperativas (soma das exportações e importações) foi de US$ 1,458 bilhão, com acréscimo de 8,2% em relação a 2012 (US$ 1,347 bilhão). ‘Tanto o superávit quanto a corrente de comércio também são recordistas para o trimestre’, diz o MDIC. O levantamento mostra que a participação das cooperativas na pauta de exportações brasileiras passou de 2,3%, em 2012, para 2,8%, em 2013. A participação do segmento nas importações nacionais manteve-se estável em 0,1%.

O levantamento do MDIC mostra que os Emirados Árabes Unidos foram o maior mercado de destino das exportações das cooperativas brasileiras, com vendas da ordem de US$ 174,7 milhões, representando 12,4% do total comercializado no trimestre. Em seguida aparecem Estados Unidos (US$ 135,4 milhões, 9,6%); China (US$ 107,2 milhões, 7,6%); Alemanha (US$ 103,5 milhões, 7,3%); e Japão (US$ 91,4 milhões, 6,5%). As vendas externas das cooperativas alcançaram, nos três primeiros meses de 2013, 120 países. No mesmo período de 2012, este número foi de 118 países.

Segundo o MDIC, o produto mais vendido pelo segmento, em valor, no acumulado trimestral, foi açúcar refinado, com remessas de US$ 369,3 milhões, representando 26,2% do total exportado pelas cooperativas. Na sequência, os produtos mais vendidos foram café em grão (US$ 158,6 milhões, 11,3%); carne de frango (US$ 145,2 milhões, 10,3%); etanol (US$ 137,9 milhões, 9,8%); e açúcar em bruto (US$ 133,1 milhões, 9,4%).

São Paulo foi o Estado com maior valor de exportações de cooperativas, com US$ 616,2 milhões, representando 43,7% do total das vendas do segmento no trimestre. Em seguida aparecem Paraná (US$ 347,3 milhões, 24,7%); Minas Gerais (US$ 147,1 milhões, 10,4%); Santa Catarina (US$ 86,8 milhões, 6,2%); e Mato Grosso (US$ 69,7 milhões, 4,9%).

 

Fonte: Unicooper


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: