Secretário Edson Brum busca a competitividade

Compartilhar

 

Convidado para participar da LIDE Live RS desta quarta-feira, 17, o novo secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, Edson Brum, afirmou que vai trabalhar pelos empreendedores e para aumentar a competitividade das empresas, buscando mais agilidade com a desburocratização de processos. Além disto, destacou ações e projetos da pasta para promover a sustentabilidade e atrair investimentos para os próximos anos.

 

O deputado Edson Brum, que há poucos dias passou a integrar o primeiro escalão do Governo Leite, disse que é um desafio preparar o Estado para o desenvolvimento, pois é um trabalho muito amplo. Entretanto, ele vai contar com os programas já existentes na Secretaria, como o Fundopem/RS (Fundo Operação Empresa do Estado do Rio Grande do Sul).

 

“Nossos programas têm ferramentas para incentivar a vinda de empresas para o Estado e promover a competitividade. Estamos trabalhando para dar agilidade ao Fundopem/RS, que se encontra demorado, burocratizado. Vamos modernizar a legislação deste programa, da carta até a fundação. Isto vai preparar o Estado para o pós-pandemia”, explicou o secretário, afirmando “é um legado que eu poderei deixar”.

 

Sobre linhas de crédito para as empresas, Brum anunciou que estão sendo negociados 50 milhões de dólares com o BRDE para o Rio Grande do Sul. “Recursos não faltam, o problema é o acesso, a burocracia relativa ao acompanhamento dos projetos e as garantias oferecidas. “Estamos atuando junto ao BRDE e Banrisul, por um fundo garantidor que democratize a busca por recursos, facilitando o acesso dos empresários ao crédito”.

 

O secretário também citou contatos recentes realizados com o Ministério da Economia e Banco Central “para fazer o dinheiro chegar mais rápido lá na ponta” e as iniciativas em torno do Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas), que foi criado, segundo ele, para o tratamento da crise, mas que deveria ser um programa permanente. “Trabalhamos isto dentro da Câmara dos Deputados para que fosse provado o quanto antes, com o objetivo de injetar mais recursos no Estado”.

 

Ainda, entre as ações de médio e longo prazos, Brum destacou o reposicionamento dos  cursos de escolas técnicas no RS que se encontram desatualizados e a parceria com a Secretaria de Educação. “Nosso trabalho de promover o desenvolvimento do Rio Grande do Sul em hidrovias, ferrovias, inovação tecnológica, por exemplo, será realizado tendo como parceiros outras secretarias”.

 

O presidente do LIDE RS, Eduardo Fernandez, ressaltou a questão da competitividade que tem sido o foco do trabalho da entidade, lembrando que o Estado vem caindo de posições no ranking do CLP, em função do déficit fiscal, infraestrutura e excesso de burocracia. Ele perguntou ao secretário como a sua pasta acolheria a partir de agora as empresas que querem investir no Rio Grande do Sul.

 

Brum fez considerações sobre a infraestrutura, questões relativas à qualificação de mão-de-obra e inovação. “Com hidrovias mal exploradas, uma empresa para ser instalada aqui precisa de incentivo tributário e mão-de-obra, assim, estamos trabalhando para rapidamente equacionarmos estes entraves”, concluiu.

 Sobre o LIDE

O Grupo de Líderes Empresariais – LIDE (www.lidebr.com.br), que hoje conta com mais de 2.000 empresas filiadas no Brasil e no Exterior, é uma associação de empresários que objetiva incentivar e promover o relacionamento e os princípios éticos de governança e respeito ao meio ambiente no Brasil. Fundado em São Paulo, o LIDE expandiu sua iniciativa na região Sul, nos estados de SP, MG, RJ, DF, BH, GO, AM, CE, PE, PR, BA, GO, SC e em países como Argentina, Chile, Peru, Colômbia, Uruguai, Estados Unidos, México, Alemanha, Itália, Portugal, Suíça, Mônaco, Angola, Marrocos, Moçambique e China. Sua é missão estimular a integração entre lideranças empresariais, empresas privadas e organizações públicas gerando conteúdo comprometido com a livre iniciativa, o Estado de Direto e o progresso.

 


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *