BNDES anuncia reabertura dos financiamentos

Compartilhar

BNDES anuncia reabertura dos financiamentos de investimentos da safra 2020/2021.

Retomada é importantíssima pois dará ânimo para os produtores iniciarem o novo ano fazendo os investimentos que tinham planejado, avalia Ocepar.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou, por meio de aviso emitido na segunda-feira (28), que serão reabertos, a partir do dia 4 de janeiro de 2021, os pedidos de financiamentos relativos a operações de investimentos no âmbito de diversos programas para a safra 2020/2021, diz nota do “Informe Paraná Cooperativo”.

De acordo com o documento, assinado pelo superintendente da Área de Operações e Canais Digitais, Marcelo Porteiro Cardoso, serão contemplados o Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) Investimento, Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura (Programa ABC), Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), Programa de Incentivo à Irrigação e à Produção em Ambiente Protegido (Moderinfra), Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop) e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar ( Pronaf) Investimento.

Segundo o superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, já fazia cerca de dois meses que os financiamentos por meio desses programas estavam suspensos por falta de recursos e a reabertura das operações era muito aguardada pelos produtores rurais e cooperativas.

“A reabertura é importantíssima pois dará um ânimo para os produtores começarem 2021 fazendo os investimentos que eles tinham planejado, como a construção de pocilgas, aviários, compra de máquinas e recuperação de pastagens, por exemplo. As cooperativas dos ramos crédito e agropecuário também estavam aguardando ansiosamente por essa medida. As agropecuárias, para fazer investimentos com seus cooperados, e as de crédito, que são credenciadas junto ao BNDES, agora vão conseguir dar andamento aos projetos de financiamento dos produtores, que estavam parados por falta de verba. Esperamos que os recursos para os programas de investimentos estejam disponíveis até o final do Plano Safra, em junho de 2021”, afirma Mafioletti.

FONTE: DATAGRO.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: