Estimativa de receita supera R$ 70 bilhões

Compartilhar

A estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) para este ano, em Mato Grosso, é de R$ 72,22 bilhões, cifras que se confirmadas não apenas superam a inédita casa dos R$ 70 bilhões em receita gerada no campo, como também amplia o recorde de faturamento da produção agropecuária do Estado.

O valor, que será 5,13% maior que o contabilizado no ano passado – R$ 68,69 bilhões – amplia a distância entre Mato Grosso e São Paulo e mantém o Estado, pelo segundo ano consecutivo líder no ranking nacional.

Conforme dados divulgados ontem pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), enquanto a projeção para o faturamento de Mato Grosso, tanto da lavoura quanto da pecuária, soma R$ 72,22 bilhões, para o estado de São Paulo a estimativa é de R$ 68,69 bilhões. O VBP é calculado mensalmente pelo Mapa e representa o faturamento dos principais produtos agrícolas dentro da porteira, considerando o volume produzido e o valor médio da cotação naquele período.

Dos mais de R$ 72 bilhões previstos para o VBP mato-grossense, R$ 57,85 bilhões serão gerados pela agricultura e R$ 14,37 bilhões pela pecuária.

O VBP da agricultura está formado praticamente sobre as receitas da soja (R$ 32,52 bilhões), do algodão (R$ 11,59 bilhões) e do milho (R$ 10,95 bilhões). Já o VBP da pecuária se sustenta na bovinocultura, que sozinha, deverá contabilizar R$ 10,20 bilhões, dos R$ 14,37 bilhões previstos para a atividade neste ano.

BRASIL – Para o país, o VBP foi estimado, em março em R$ 512,9 bilhões. Do total, a agricultura é responsável por R$ 336,7 bilhões (65,6%), e a pecuária, 176,2 bilhões (34,4%).

O VBP Pela estimativa de março, o valor deste ano recuou 0,1% em comparação com o de 2015, de R$ 513,2 bilhões. A expectativa para este ano é de aumento de 1,8% no faturamento das lavouras e de queda de 3,3% no da pecuária.

No grupo de produtos que vêm obtendo melhor resultado este ano destacam-se a banana, com aumento real do VBP de 18,5%, a batata-inglesa (+12,7%), café (+17,9 %), feijão (+5,2%), mamona (+25,8%), milho (+5,8%), pimenta do reino (+8,9%), soja (+8,4%), trigo (+10,3 %) e maçã (+11,2%). Esses dez produtos representam 67% do VBP de 2016. A soja tem uma estimativa de faturamento de R$ 119,9 bilhões, o equivalente 35,6% do VBP das lavouras.

Fonte: Diário de Cuiabá.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: