Clima: Tempo adverso castiga produção agrícola

Compartilhar

 

 

 

Clima: Tempo adverso castiga produção agrícola no Brasil e Argentina.

A quarta-feira será mais um dia de tempo aberto e muito calor em, praticamente, todo o território brasileiro, com exceção apenas para a faixa oeste da região Norte, onde há registros de chuvas nessa manhã. Chove também sobre a Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul e Argentina. Pelas imagens de satélite é possível observar áreas de instabilidade também sobre grande parte do Matopiba nessa manhã de quarta-feira, onde poderão vir a ocorrer algumas pancadas de chuvas muito isoladas e de baixa intensidade. E esse padrão meteorológico continua sendo provocado pelo bloqueio atmosférico, mas que começa a dar sinais de enfraquecimento.

E tais condições meteorológicas têm causando sérios danos à produção agrícola. Lavouras de milho safrinha já estão secando por conta dos baixos níveis de água no solo, enquanto lavouras de soja e arroz do extremo sul do Rio Grande do Sul estão embaixo d’água por conta das chuvas intermitentes que a mais de 20 dias não dão trégua. Desse modo, é fato que a produção nacional de milho terá reduções significativas nessa safra, pois mesmo com o termino do bloqueio no final dessa semana e começo da próxima, as chuvas que estão sendo previstas para ocorrerem nesses próximos 20 dias serão de baixa intensidade e bem localizadas. Com isso, lavouras de milho cultivadas em Mato Grosso do Sul, metade norte do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Goiás deverão ser a mais afetadas. No Mato Grosso, apenas a região leste é que poderá continuar com baixos volumes de chuvas, uma vez que a toda a metade oeste do Estado deverá ter chuvas mais abrangentes e em volumes mais significativos.

Além disso, as chuvas continuarão castigando toda a metade sul do Rio Grande do Sul e também a Argentina nesses próximos dias, agravando as condições das lavouras de soja e arroz, reduzindo drasticamente a produtividade e a qualidade dos grãos.

Fonte: Somar Meteorologia. Por: Marco Antônio dos Santos, agrometeorologista da Somar.

 

 

 


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: