Fim do confinamento e férias mantém oferta restrita

Compartilhar

Falta de chuvas no Brasil Central, fim do confinamento e férias mantém oferta restrita.

Embora o movimento de alta de preços continue, perdeu força nos últimos dias. Os negócios acima da referência estão ocorrendo, mas são menos frequentes.

No Brasil Central, Norte e Nordeste do país, a sustentação do mercado vem da falta de pastagens. Em algumas regiões dessa parte do país, chegou a chover 400 milímetros abaixo do normal nos três últimos meses de 2015.

As chuvas em janeiro são insuficientes. Com o fim do confinamento e sem animais terminados a pasto, os preços sobem.

Onde choveu o suficiente, como em São Paulo e no Paraná, há resistência do pecuarista em entregar as boiadas, já que os pastos estão bons e o mercado firme.

Isto fez os compradores intensificarem a atuação em outros estados.

Fonte: Scot Consultoria.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: