Imagens de satélite, inéditas, da cidade de Dourados-MS

Compartilhar

Exposição “Dourados Via Satélite”

Loja Havan de Dourados

13 a 31 de dezembro de 2019

Por meio das imagens de satélite dos anos 1965, 1973, 2004 e 2014 é possível visualizar o desenvolvimento urbano do município de Dourados.

Apoio

Supera – Ginástica para o Cérebro

Camapi Motores

Maurão Materiais de Construção

Loja Havan

Portal e Revista Agron

Curador e organizador da Exposição

Selmos Luiz Gressler

Imagens de Satélites

O primeiro satélite artificial lançado foi o Sputnik 1, em 04 de outubro de 1957. Depois dele, teve início a corrida espacial e o lançamento de muitos outros satélites que são utilizados corriqueiramente hoje em dia. Somente no dia 01 de abril de 1960, o satélite meteorológico TIROS-1 transmitiu do espaço imagens, úteis e de qualidade, pela primeira vez. O Courier 1B foi o primeiro satélite de comunicação a usar células solares para recarregar as baterias, a 4 de outubro de 1960. O início da comunicação via satélite de sinais de TV, telefone e dados em alta velocidade e a transmissão de TV transatlântica deu-se no dia 10 de julho de 1962, através do Telstar 1. Por outro lado, o satélite Relay 1 fez a primeira transmissão de TV transpacífica ao tratar do assassinato de John F. Kennedy, presidente americano, em 13 de dezembro de 1962. A primeira transmissão de Olimpíadas com audiência internacional realizada por um satélite ocorreu em 19 de agosto de 1964. Depois desses, muitos outros satélites surgiram e atualmente existem 1.100 satélites ativos e mais outros 2.600 inativos em órbita.

Aspectos Históricos de Dourados

O local hoje ocupado pelo município de Dourados já pertenceu à Espanha, quando integrou a Província do Paraguai até 1750; depois, fez parte da Colônia Portuguesa, de 1750 a 1822 e hoje é brasileiro.

Em 1935, ano de sua criação, Dourados contava com uma área de 21.250 Km², e calculava-se em 20.000 o número de habitantes. Limitava-se com Maracaju, Entre Rios (Rio Brilhante) e Ponta Porã e ainda, com o estado do Paraná.

O município de Dourados foi desmembrado de Ponta Porã. De sua área inicial (1935), originaram-se os seguintes municípios: Itaporã (1953), Caarapó (1958), Naviraí (1963), Jateí (1963), Ivinhema (1963), Glória de Dourados (1963), Fátima do Sul (1963), Angélica (1976), Deodápolis (1976), Douradina (1980), Vicentina (1986), Juti (1987) e Novo Horizonte do Sul (1992).

Com os desmembramentos, sua área foi reduzida em mais de 80%, visto que hoje conta com 4.086,39 Km².

Em contraste, sua população, que era de 20 mil habitantes, saltou para 218.069 habitantes, o que representa um acréscimo de 1.090%, em uma área de 4.086,39. A densidade, que era de menos de 1  habitante por Km², hoje é de 53,4 habitantes por Km².

Acontecimentos marcantes

– A região de Dourados foi palco da Guerra do Paraguai (1864/1870), que começou com a invasão de Mato Grosso e terminou em Cerro Corá.

– A Companhia Erva Mate Laranjeira, de 1882 até a década de 1930, exerceu grande influência econômica no estado e na região onde hoje Dourados se localiza.

– Em 1904, Rondon instalou aqui as linhas telegráficas.

– Em 1943, foi criado o Território de Ponta Porã, do qual Dourados fazia parte.

– Em 1943, foi criada por Getúlio Vargas a Colônia Agrícola Nacional de Dourados (Colônia Federal), com sede em Dourados.

– A estrada de ferro chegou ao distrito de Itahum e foi inaugurada em 18 de maio de 1949.

– Em 1949 foi inaugurada a usina termo elétrica Filinto Müller.

– Em 1970 passa a receber energia elétrica da usina de Urubupungá.

– Na década de 1970 foram implantados cursos superiores.

Dourados e sua gente

Dourados recebeu de braços abertos migrantes e imigrantes – trabalhadores experientes, fantasistas, ousados, pioneiros e aventureiros, que se juntaram aos nativos da tribo Guarani, formando a sua maior riqueza – sua gente e sua cultura.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *