Especialistas debatem o agronegócio

Compartilhar

Especialistas debatem o agronegócio, tecnologia, inclusão social e sustentabilidade.

 

A economia brasileira, depende largamente da cadeia do agronegócio. Essa cadeia contribui de modo significativo para o País na criação de renda, emprego, impostos, e exportações. Apesar da péssima infraestrutura, carga tributária complexa e onerosa, insegurança institucional e todos os outros gargalos já conhecidos o setor avança. É importante, contudo, que esse desenvolvimento seja sustentável ao longo dos próximos anos.

 

O agronegócio contribui, direta e indiretamente, com aproximadamente 30% do PIB brasileiro, 37% das exportações e 35% dos empregos. Em um cenário promissor, os resultados das projeções do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa 2022/23), indicam que a agropecuária abasteça anualmente um total de 200 milhões de brasileiros e gere excedentes exportáveis para algo em torno de 200 países. A conseqüência é um mercado agrícola e pecuário interno forte e uma balança comercial que pode gerar mais de 100 bilhões de dólares a cada ano. Entretanto para essas projeções se realizem é importante investir em pesquisa, extensão rural, e na qualificação do homem.

 

Com o objetivo de buscar alternativas para que as projeções do Mapa sejam cumpridas especialistas irão debater o agronegócio durante o 1º Congresso Nacional de Inovações Técnico-Científicas, Inclusão Social e Valor Agregado do Agronegócio (CNAGRO) que será realizado entre os dias 02 e 04 de junho, em Dourados (MS). O evento contará com a presença de Antonio Mello Alvarenga Neto, Presidente da Sociedade Nacional de Agricultura, que irá debater o tema “A mão de obra esperada pela cadeia do agronegócio”.

 

Marcelo Turine, presidente da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), que abordará “Perspectivas e oportunidades em Ciência, Tecnologia e Inovação nas próximas décadas no estado de Mato Grosso do Sul”.

 

A Gerente do Departamento Econômico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), Adriana Mascarenhas traçará cenários para a viabilidade econômica do sistema agro alimentar com perspectivas sobre insumos estratégicos, produção, sustentabilidade econômica e agroindústria.

 

Ruy de Araújo Caldas, secretário executivo da Rede Pró-Centro Oeste ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) trará informações sobre a atuação da Rede em termos do apoio para que inovações técnico-científicas contribuam para construir o futuro das novas gerações.

 

Inovações técnico-científicas relacionadas ao melhoramento genético na pecuária serão tema da palestra do Presidente da Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP) Raysildo Barbosa Lobo.

 

João Vieira de Almeida Neto, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Mato Grosso do Sul (CRMV-MS), irá discorrer sobre a formação e o exercício profissional relacionadas ao agronegócio e suas perspectivas para a próxima década.

 

Bruno de Jesus Andrade, Gerente Executivo da Associação Nacional dos Confinadores (Assocon) apresentará a experiência da associação na qualificação e treinamento de colaboradores em propriedades rurais.

 

Novos conceitos em sustentabilidade na agropecuária serão tema abordado no evento pelo Diretor Executivo da Fundação MS, Renato Roscoe.

 

Marcus Rodrigo de Faria, Gerente de Agronegócio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do MS (Sebrae/MS), debaterá o empreendedorismo e a qualificação pessoal no agronegócio

 

Alternativas para se avaliar a contabilidade ambiental será tema de Mario Vito Comar fundador do Instituto de Meio Ambiente e Desenvolvimento (IMAD).

 

Além desses, pesquisadores e professores destacados e sumidades, cada qual em sua área de atuação, como Ricardo Antônio Amaral de Lemos (UFMS), Cristiano Márcio Alves de Souza (UFGD), Zefa Valdivina Pereira (UFGD), Angélica Margarete Magalhães (UFGD), Armindo Neivo Kichel (Embrapa Gado de corte), Omar Daniel (UFGD), Mauricio Xavier Cury e Gladson Michitichuc de Souza irão debater sobre outros temas pertinentes ao evento de suma importância para a produção de alimentos de maneira sustentável.

 

O evento:

A programação completa está disponível em CNAGRO e as inscrições podem ser feitas no portal oficial do evento na internet (www.agron.com.br/cnagro).

 

O evento é uma realização da Universidade da Grande Dourados (Unigran), do Portal e Revista AGRON, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP), FUNDECT e o Governo do Estado do Mato Grosso Do Sul.

 

Fonte: Portal Agron. Autor: Selmos Luiz Gressler.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *