Matemático desvenda mistério de avião desaparecido

Compartilhar

Matemático diz ter desvendado mistério do desaparecimento do avião da Malaysia Airlines

O professor Goong Chen acredita que o avião pode ter despencado no Oceano Índico em um ângulo de 90 graus e, por isso, permaneceu intacto no fundo do mar.

Goong Chen, professor de matemática da Universidade do Texas A&M, nos Estados Unidos, tem uma teoria para explicar por que nenhum vestígio do Boeing 777 da Malaysia Airlines, que desapareceu em março do ano passado, foi encontrado. Segundo Chen e sua equipe, o avião pode ter despencado para o Oceano Índico em um ângulo de 90 graus e permaneceu intacto quando chegou ao fundo do mar. A pesquisa foi publicada no jornal da Sociedade Americana de Matemática.

Chen explica que se o avião caísse no oceano em outro ângulo, teria criado um grande “momento de flexão” fazendo com que a fuselagem da aeronave se quebrasse. Nesta situação, muito provavelmente os detritos leves do avião flutuariam na superfície da água.

Segundo o professor, a queda em um ângulo de 90 graus, ou seja, uma entrada vertical na água, seria muito mais suave, com um menor “momento de flexão.” Se a aeronave realmente caiu da maneira proposta por Chen, as asas do avião podem ter se quebrado instantaneamente, mas como são pesadas, afundaram no fundo do oceano.

 

Fonte: Veja


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *