Safra de verão deve ser marcada por chuvas irregulares

Compartilhar

Início do período de semeadura da safra de verão deve ser marcado por chuvas irregulares.

Modelos meteorológicos apontam para demora na consolidação das chuvas, o que pode acarretar em atrasos no plantio de grãos, diz meteorologista.

A meteorologista da Somar, Desirée Brandt, disse nesta sexta-feira (19), em São Paulo (SP), que o período tradicional de início da semeadura da safra de verão de grãos 2019/20, em setembro, poderá ser marcado por chuvas irregulares nos polos agrícolas, devido à influência do fenômeno climático El Niño, que provoca um aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico.

“Os modelos apontam para um atraso na consolidação das chuvas, o que pode acarretar em atrasos no plantio”, ressaltou Desirée, durante palestra em evento sobre seguro rural, organizado pela Tokio Marine. “O maior risco é para a região Sul.”

Por outro lado, a meteorologista alertou que ainda são aguardadas precipitações no inverno, que podem prejudicar a colheita da safra de trigo no Sul. “O El Niño deve deixar de existir na primavera, o que nos faz projetar um verão com padrão neutro de clima.”

FONTE: DATAGRO.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *