Dia de campo em MT mostra benefícios da ILPF

Compartilhar

Mato Grosso: Dia de campo mostra benefícios da ILPF em Marcelândia.

Será realizado neste sábado, dia 12 de dezembro, a partir das 7h30, o 2º Dia de Campo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta na Fazenda Vô Berto, em Marcelândia (MT). Promovido pela Embrapa e parceiros, o evento é direcionado aos pecuaristas, agricultores, silvicultores, estudantes, professores, pesquisadores e profissionais vinculados ao agronegócio.

Os interessados em participar, poderão se inscrever gratuitamente no local do evento, a partir das 7h30.

A Fazenda Vô Berto é uma das Unidades de Referência Tecnológica (URT) acompanhadas pela Embrapa em Mato Grosso. Desde 2013, em uma área de 20 hectares, foi instalado um sistema silviagrícola utilizando como componente florestal o eucalipto e a acácia mangium e como componente agrícola a soja e o milho. A expectativa é de que esta área com integração de sistemas seja ampliada em breve para 130 hectares.

Programação

A programação do dia de campo contará com palestras, apresentações, circuito das estações a campo e confraternização.

Após a abertura, prevista para às 8h,  o presidente do Sindicato Rural de Marcelândia, Agenor Andrade Neto falará sobre a nova matriz produtiva do município de Marcelândia e região. Na sequência, o “Programa de Desenvolvimento Florestal Sustentável para Mato Grosso” será apresentado pelo superintendente de Desenvolvimento Florestal da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, José Juarez de Faria. Finalizando a primeira parte do evento, a coordenadora do Projeto Rural Sustentável, Kátia Cavalheiro, fará uma explicação sobre o projeto que dá incentivos para produtores e técnicos que adotam tecnologias sustentáveis, como a ILPF em dez municípios de Mato Grosso, entre eles Marcelândia.

Após as apresentações iniciais, os participantes serão divididos em grupos e percorrerão um circuito de três estações de campo, sendo uma sobre cada componente no sistema de ILPF.

O manejo da cultura da soja em áreas novas e a fixação biológica de nitrogênio em gramíneas e leguminosas em ILPF serão os temas apresentados pelos pesquisadores da Embrapa Edison Ramos e Anderson Ferreira na estação sobre a lavoura.

No espaço dedicado à pecuária, Agenor Pelissa, da Agropel Sementes, fará um contraponto entre a recuperação de pastagens convencional e a recuperação feita por meio da integração lavoura-pecuária. Na mesma estação, Murilo Guimarães, da Campo S/A, abordará a importância da pecuária em sistemas de integração lavoura-pecuária.

Já na estação sobre componente florestal, o analista da Embrapa Diego Antonio mostrará os resultados preliminares do desempenho dos clones de eucalipto na fazenda VôBerto.  A importância do plantio de árvores no cenário atual do setor de florestas plantadas será o tema da palestra do presidente da Arefloresta, Fausto Takizawa. A programação contará ainda com uma apresentação institucional do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem).

Rede Fomento à ILPF

O 2° Dia de Campo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta  na Fazenda Vô Berto conta patrocínio da Rede de Fomento à ILPF, grupo formado pela Cocamar, Dow Agrosciences, John Deere, Parker, Schaeffler, Syngenta e Embrapa para fomentar a transferência de tecnologia sobre sistemas integrados de produção em todo país.

A integração lavoura-pecuária-floresta é um dos pilares do Plano ABC, programa de metas criado pelo Governo Federal para redução das emissões de gases de efeito estufa na agricultura.

Fonte: Embrapa.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: