Cepea: Indicador cotação suínos, citros e frango

Compartilhar

SUÍNOS/CEPEA: Valores da carne e do vivo seguem em queda em SP.

A demanda por carne suína in natura diminuiu ainda mais no final de outubro, o que pressionou as cotações. Entre 27 de outubro e 3 de novembro, o preço da carcaça especial suína negociada no atacado da Grande São Paulo recuou 0,6%, com o quilo passando para a média de R$ 6,14 nessa quinta-feira, 3. A carcaça comum se desvalorizou 4,3% no período, passando para R$ 5,7/kg. Quanto ao suíno vivo, na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), foi negociado na média de R$ 4,07/kg na quinta-feira, 3, estável em sete dias. Segundo dados da Secex, as exportações de carne suína também recuaram em outubro, 15,5%, somando 53,3 mil toneladas. Apesar da queda, o volume embarcado ainda foi 21,1% maior que o de outubro/15.

CITROS/CEPEA: Ligeiro aumento da oferta pressiona valor da tahiti.

A oferta de lima ácida tahiti vem aumentando neste início de novembro em São Paulo. Conforme pesquisadores do Cepea, caso as chuvas continuem em bons volumes nas principais regiões citrícolas do estado, uma maior disponibilidade da fruta deve ser verificada na segunda quinzena do mês, quando a tahiti deve atingir o calibre ideal para colheita. O pequeno aumento na oferta da tahiti já resultou em queda nos preços. Nesta semana (segunda a quinta-feira), a média da tahiti foi de R$ 78,01/cx de 27 kg, colhida, baixa de 3,1% em relação é da semana anterior. As frutas menores estão sendo comercializadas entre R$ 25 e R$ 50/cx de 27 kg. O fato de a oferta de fruta graúda ser baixa limitou o recuo nas cotações. Assim, o movimento de queda pode se intensificar na segunda quinzena de novembro, quando a oferta deve crescer.

FRANGO/CEPEA: Preço segue em patamar recorde no BR.

Os preços internos da carne de frango se mantiveram em patamares recordes nominais em outubro, refletindo, segundo pesquisadores do Cepea, a demanda doméstica relativamente firme e a oferta reduzida, decorrente do controle no alojamento de pintainhos. No atacado da Grande São Paulo, o quilo do frango inteiro congelado teve média de R$ 4,60 em outubro, 0,9% maior que a de setembro. Nessa quinta-feira, 3, o congelado foi comercializado na média de R$ 4,48/kg na praça paulista, ligeira queda de 0,7% em sete dias. Para o frango inteiro resfriado, o preço médio em outubro foi de R$ 4,66/kg no atacado da Grande SP, alta de 2,2% em relação aos valores praticados em setembro. Nessa quinta-feira, 3, o resfriado foi comercializado na média de R$ 4,52/kg, ligeira queda de 0,2% em sete dias. Quanto ás exportações, tiveram forte recuo em outubro, de 21,8%, totalizando 276,35 mil toneladas, o menor volume do ano e o mais baixo para o período desde 2007, segundo dados da Secex.

Fonte: Cepea.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *