O que é Mancha-alvo da soja

O que é Mancha-alvo da soja, como identificar e tratar

Compartilhar

Mancha-alvo da soja: Danos, sintomas, características e manejo adequado.

Veja mais sobre a cultura da soja
Agron: Home

A mancha-alvo da soja é causada pelo fungo Corynespora Cassiicola e tem potencial de ocasionar perdas de até 50% nas cultivares suscetíveis. Esta doença pode atacar diversas culturas. dentre as principais estão a soja e o algodão.

As perdas em cultivares suscetíveis, que eram de 5 a 8 sc/ha, nas últimas safras têm sido de 10 a 15 sacas, atingindo até 20 sc/ha no último anos.

Os sintomas originam por pontuações pardas, com halo amarelado nas folhas e um ponto negro no centro, evoluindo para moncha circular, com tonalidade castanho-clara para castanho-escura e pode apresentar pontuação no centro e anéis concêntricos semelhante a um alvo.

Manejo para combater a Mancha-alvo da soja:

As opções atuais de controle químico eficiente para mancha alvo estão limitadas a poucos fungicidas.

Uma das alternativas é a utilização de fungicidas protetores. Esses fungicidas atuam inibindo a germinação dos esporos dos fungos, impedindo que ocorra a infecção na planta, sendo assim, devem ser utilizados de forma preventiva e não curativa. Contudo a eficiência desses produtos depende de uma série de fatores, tais como a tecnologia de aplicação, a capacidade do produto de recobrimento da folha, e capacidade do produto em ficar aderido na folha, sua volatilidade entre outros.

Os multissítios protetores têm dado impotante contribuição no controle, mas, é preciso que os fungicidas sítio-específico continuem tendo performance para que os multissítios consigam complementar o controle.

As estratégias de manejo recomendadas para essa doença são: a utilização de cultivares resistentes, o tratamento de sementes, a rotação/sucessão de culturas com milho e outras espécies de gramíneas e o controle químico com fungicidas (Godoy et al., 2016).

Com base nos resultados obtidos no experimento, os fungicidas Fox Xpro, Cronnos OD, Ativum e Fox apresentaram valores de eficiência de controle acima de 70%, enquanto os fungicidas Fezan Gold, Triziman, Tridium e Orkestra SC apresentaram valores acima de 60% de controle, também sendo considerados boas ferramentas de manejo da doença na cultura (Grigolli & Grigolli, 2019).

Fonte: Equipe Agron.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *