brucelose e tuberculose

Vacinação contra brucelose e tuberculose; Novos procedimentos

Compartilhar

Publicado novos procedimentos sobre vacinação contra brucelose e tuberculose no Estado de São Paulo.

Veja também: Setor de saúde animal registra crescimento

Resolução estabelece prazos relacionados à vacinação, exames e certificação de estabelecimento livre.

Foi publicada nesta quarta-feira, 10 de março, no Diário Oficial do Estado de São Paulo, a Resolução SAA 28, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que estabelece os procedimentos e os prazos relacionados à vacinação contra brucelose, a realização de exames de brucelose e tuberculose de bovinos e bubalinos, a utilização de insumos no âmbito do Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PECEBT) e as normas de certificação de estabelecimentos livres.

Todas as fêmeas de bovinos e bubalinos na faixa etária de 3 a 8 meses de idades devem ser vacinadas contra brucelose.  O calendário estabelece que o primeiro semestre corresponda às fêmeas vacinadas de 1º de dezembro do ano anterior a 31 de maio do ano subsequente. O segundo semestre corresponde às fêmeas vacinadas de 1º de junho a 30 de novembro.

A vacinação deve ser realizada por médico-veterinário cadastrado junto à Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, através do Sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave). Esse profissional é responsável por cadastrar a vacinação no sistema em até quatro dias da vacinação, emitir os Atestados de Vacinação correspondentes, e enviá-los aos responsáveis pelos animais. O responsável deverá realizar a declaração de vacinação juntamente com a confirmação do Atestado de Vacinação no sistema. A declaração deverá ser realizada em até sete dias após o término dos períodos de vacinação definidos no calendário, ou seja, até o dia 7 dos meses de junho e dezembro.

A propriedade ficará impedida de movimentar seus bovídeos se o produtor deixar de declarar a vacinação dentro do prazo estipulado e a suspensão será retirada após a devida regularização junto à Secretaria, através de uma das unidades da CDA.

Fornecedores de leite “in natura”

Os produtores fornecedores de leite “in natura” devem realizar exames diagnósticos de brucelose e tuberculose nos bovinos e bubalinos voltados à produção leiteira, entre os dias 1° de julho e 30 de junho do ano subsequente a seu nascimento, conforme disposto nas normas federais e estaduais vigentes. Esta obrigação será exigida a partir de 1° de julho de 2023.

O produtor deve apresentar até o dia 30 do mês de junho de cada ano, os exames dos animais testados desde 1° de julho do ano anterior, aos laticínios e outros estabelecimentos processadores de leite. Excepcionalmente, os resultados dos exames realizados entre 15 de janeiro de 2020 e 30 de junho de 2022 poderão ser entregues aos estabelecimentos processadores de leite e derivados até o dia 30 de junho de 2023.

O produtor fornecedor que não apresentar os exames nos prazos estabelecidos não poderá destinar sua produção a estabelecimentos processadores de leite ou de produtos lácteos, entrepostos de leite e outros congêneres, a partir de 1º de julho do mesmo ano.

Laticínios e estabelecimentos processadores de leite e derivados

Somente deverão receber leite “in natura” de produtores que comprovarem terem realizado vacinação contra a brucelose das fêmeas bovinas e bubalinas com idade a partir de três meses, mediante a entrega dos certificados de vacinação dentro do prazo de validade e emitidos pelo sistema Gedave ou documentos equivalentes, quando oriundos de outras Unidades Federativas.

Participação em eventos

Os responsáveis por bovinos e bubalinos que participarem de eventos de concentração de animais deverão apresentar o atestado negativo para brucelose para machos bovinos e bubalinos, fêmeas bovinas e bubalinas acima de 24 meses vacinadas com a vacina B-19 e fêmeas bovinas acima de oito meses vacinadas com a vacina RB-51, conforme modelo reconhecido na legislação vigente e atestado negativo para tuberculose.

A validade dos atestados exigidos deve compreender todo o período de trânsito e permanência dos animais nos eventos. Os animais voltados à produção leiteira, destinados a leilões de rebanho geral, devem ser submetidos ao teste cervical simples (TCS) ou ao teste cervical comparativo (TCC). Os demais animais destinados à participação em leilões de rebanho geral ou participação em provas esportivas e que tenham idade inferior a 24 meses, podem ser submetidos apenas ao teste da prega caudal (TPC). A exigência dos atestados de exames animais destinados a leilões de rebanho geral ocorrerá a partir de 1° de julho de 2023.

Animais oriundos de propriedades certificadas como livres de brucelose e tuberculose estão isentos da apresentação dos exames. A partir de 1º de julho de 2023 o retorno aos estabelecimentos certificados, após terem participado de leilões de rebanho geral, não acarretará na suspensão da certificação. A íntegra da Resolução está disponível em https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/legislacoes/resolucao-saa-28-de-09-03-2022,1604.html.

FONTE: DATAGRO. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: