Dessecação em pré-colheita

Dessecação em pré-colheita da soja

Compartilhar

Dessecação em pré-colheita da soja; Existe diferença em função do herbicida?

Agron Home

Veja também: Alerta sobre apodrecimento de grãos e vagens de soja

A colheita da soja é um momento decisivo da lavoura, resultando além da retirada da cultura do campo, a liberação da área de cultivo para culturas sucessoras, especialmente as inseridas em sistema de rotação e culturas. Embora geneticamente as cultivares modernos possibilitem maior uniformidade de maturação, é comum observar desuniformidade de áreas de soja próximas a colheita, principalmente em virtude da variação das condições climáticas e ambientais ao qual as plantas foram submetidas ao longo do seu ciclo.

Com isso em vista, uma das principais alternativas disponíveis para atenuar esse efeito de desuniformidade é a dessecação em pré-colheita da soja. A dessecação em pré-colheita possibilita a antecipação das condições adequadas da soja para o processo de colheita, além de conferir maior uniformidade da lavoura visando esse processo.

A prática consiste na pulverização de herbicidas na lavoura em estádio adequado e utilizando herbicidas registrados para tal atividade. Até o banimento do Paraquat no Brasil, esse era um dos herbicidas mais utilizados com esse intuito, contudo, a não possibilidade de uso desse produto tornou necessário buscar herbicidas alternativos que apresentassem aptidão para essa atividade.

Além da escolha do herbicida, cabe destacar que o período em que se realiza a dessecação em pré-colheita da soja é de suma importância para reduzir perdas produtivas e qualitativas. Em algumas situações, dependendo do herbicida utilizado e estádio de desenvolvimento da soja em que ocorre a dessecação em pré-colheita, é comum observar reduções de produtividade em comparação a soja não dessecada.

Além do período de ocorrência da dessecação, diferentes herbicidas podem apresentar respostas distintas de interferência na produtividade da soja, sendo essencial, conhece-los a fim de evitar maiores perdas produtivas. Avaliando herbicidas para dessecação pré-colheita em soja como alternativa em substituição ao Paraquat, Kamphorst & Paulus (2019) observaram redução da produtividade da soja em função do herbicida avaliado em comparação a testemunha.

Os tratamentos analisados por Kamphorst & Paulus (2019) consistiam na aplicação de Paraquat, Diquat, Glufosinato de Amônio e Saflufenacil em R6 e R7.2, e a testemunha, a qual não recebeu dessecação em pré-colheita.

Com base nos resultados obtidos por Kamphorst & Paulus (2019), para as condições do presente estudo pode-se dizer que a dessecação da soja utilizando Glufosinato de Amônio foi a que proporcionou valores médios de produtividade mais próximos a testemunha. Embora esses resultados possam se restringir as condições do presente estudo, é possível observar que assim como o estádio de desenvolvimento, o herbicida utilizado para a dessecação em pré-colheita da soja pode influenciar na redução da produtividade da cultura, ficando evidente, a necessidade de analisar as alternativas disponíveis, visando o melhor posicionamento de produtos a fim de evitar maiores perdas produtivas.

Referências:

EMBRAPA. Dessecação é uma importante estratégia no manejo da soja. Embrapa, 2018. Disponível em: < https://www.embrapa.br/en/busca-de-noticias/-/noticia/31835117/dessecacao-e-uma-importante-estrategia-no-manejo-da-soja >, acesso em: 20/01/2022.

KAMPHORST, A.; PAULUS, C. HERBICIDAS PARA DESSECAÇÃO PRÉ-COLHEITA EM SOJA COMO ALTERNATIVA EM SUBSTITUIÇÃO AO PARAQUAT. Revista Cultivando o Saber, 2019. Disponível em: < http://177.53.200.37/index.php/cultivando/article/view/969 >, acesso em: 20/01/2022.

Fonte: Equipe Mais Soja. Por: Maurício Siqueira dos Santos. Imagem principal: Depositphotos/Lauria(Norberto Mario Lauria).


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: