De lá Pra Cá: primeiro episódio da série detalha o caminho da produção de camarão das fazendas de cultivo à mesa

Compartilhar

Representantes da cadeia produtiva apresentam informações sobre a atividade, no dia 19/08, às 14h

Com o objetivo de levar conhecimento e esclarecer mitos sobre a produção de alimentos, o Movimento Todos a Uma Só Voz promove, no próximo dia 19 de agosto, o primeiro episódio da série “De Lá Pra Cá – De onde vem o que consumimos”.

Esse primeiro capítulo mostra como é a produção do camarão cultivado, uma espécie que tem tudo para ser destaque no cenário nacional, principalmente pelas boas condições climáticas e territoriais do Brasil.

“Apesar do Brasil ser um País que possui uma vasta costa marítima e áreas apropriadas para a criação do camarão marinho cultivado, a produção brasileira ainda é pequena, mas com alto potencial de crescimento”, explica Ricardo Nicodemos, coordenador e mentor do Movimento Todos a Uma Só Voz.

Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), o consumo per capita de camarão marinho no Brasil é de apenas 0,65 kg/ano, enquanto que, em países como China, por exemplo, o consumo per capita/ano é de 2,6 kg/ano, na frente dos Estados Unidos (2,2 kg/ano) e do México (1,6 kg/ano).

“O camarão é um alimento saudável e possui proteína de alto valor nutricional, fatores que o tornam um importante componente de um cardápio balanceado, para uma boa qualidade de vida. Além disso, o rígido controle de qualidade adotado por toda a cadeia produtiva, garante que é um produto seguro.”, reforça Nicodemos.

Da fazenda de cultivo à mesa

Mostrar para a população urbana de onde vem o camarão que consumimos e que sua cadeia produtiva é muito organizada é o pilar do evento online, que contará com a participação do presidente da ABCC, Sr. Itamar Rocha, do Professor Doutor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, Dr. Rodrigo Carvalho e o produtor da empresa Tecnarão Tecnologia de Camarão, Marcos Aldatz.

O evento será realizado a partir das 14 horas, no canal YouTube do Movimento, com acesso pelo link: https://youtu.be/pyZs4aA6K3g.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *