Imigrantes: avicultura se destaca pelas admissões de venezuelanos e haitianos em 2020 no Brasil

Compartilhar

Ao total, foram 2.755 contratações no ano passado, enquanto no ano anterior foram 1685 efetivações, segundo dados OBMigra 

Segundo informações do Observatório das Migrações Internacionais (OBMigra), a agroindústria foi o setor que mais contratou imigrantes haitianos e venezuelanos para trabalhar no Brasil no último ano. Somente em 2020, no setor de avicultura, as contratações tiveram um crescimento de 38,7% quando comparado com 2019. Ao total, foram 2.755 contratações no ano passado, enquanto no ano anterior foram 1.685 efetivações, apontam os dados. 

O levantamento destaca ainda, que em sua maioria, as imigrações ocorrem por motivos de fugas de crises econômicas e políticas. Desta forma, haitianos e venezuelanos encontram na agroindústria uma oportunidade de recomeçar. Nesse cenário, a GTFoods, uma das gigantes do setor avícola, conta atualmente com 589 colaboradores advindos do Haiti e da Venezuela, representando cerca de 5,8% do total do quadro de funcionários na empresa.

A Coordenadora de Desenvolvimento Humano Organizacional Gente & Gestão da GTFoods, Deni Juncanssi, destaca a chance de desenvolvimento desses colaboradores. “É visível o crescimento deles dentro da equipe, temos colaboradores que entraram como auxiliar e já se encontram em cargos técnicos e/ou de liderança. Temos pessoas muito especiais aqui, que já estão conosco há mais de oito anos”, relata Deni.

Inserção na empresa

Ao serem contratados, os venezuelanos e haitianos passam por um treinamento de ambientação fornecido pela GTFoods. Para facilitar o entendimento, os que estão recentemente no país e ainda não são fluentes em português, podem contar com profissionais mais antigos como tradutores, e ainda, com murais informativos nas suas respectivas línguas, além do Português. 

Deni conta que as contratações são realizadas por intermédio do Instituto Sendas, e que a ideia é continuar essa parceria por muito tempo. “Para a empresa, essa sinergia é positiva para ambos os lados, pois são colaboradores importantes para o crescimento da companhia. É gratificante ver que muitos deles trouxeram suas famílias para o Brasil, pois viram na GTFoods uma oportunidade de se inserir no mercado de trabalho e mudar de vida”, finaliza Deni. 


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *