Zoneamento climático agora nas pastagens

Compartilhar

A inclusão das pastagens no zoneamento agrícola climático oficial já deu os primeiros resultados. Já estão disponíveis para os pecuaristas as primeiras recomendações para plantio no Estado de São Paulo do capim marandu em sistema de consórcio com milho. Com os dados em mãos, produtores vão poder consultar, por município e por tipo de solo, em que época é mais indicado o cultivo da braquiária.

"O zoneamento de risco climático é uma técnica que permite escolher a melhor época de semeadura de culturas, com base principalmente no consumo de água da planta", explica o pesquisador José Ricardo Macedo Pezzopane, da área de Agrometeorologia da Embrapa Pecuária Sudeste.

 

Risco de plantio. Pezzopane explica que, com base no município e no tipo de solo, o produtor pode visualizar, nos mapas, se o plantio é de alto risco, médio risco ou baixo risco. "Os solos são classificados em três categorias, conforme o teor de argila, mas os tipos mais comuns no Estado são os de textura média", diz. No site da Embrapa é possível consultar os resultados do estudo e até fazer um teste prático para descobrir em que categoria o solo de uma região se enquadra.

A pesquisa foi feita com o uso de dados de chuvas dos últimos 30 a 50 anos. E mediu-se o de água no consórcio de marandu com milho e de marandu com sorgo, sendo que este último ainda não tem resultados consolidados.

O zoneamento agroclimático do marandu foi desenvolvido por seis unidades da Embrapa. Além da Pecuária Sudeste, participaram a Embrapa Cerrados, Informática Agropecuária, Arroz e Feijão, Gado de Corte e Gado de Leite.

 

fonte: O Estado de São Paulo


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *