startups e investidores

Iniciativa para aproximar startups e investidores

Compartilhar

Iniciativa para aproximar startups e investidores será lançada durante Semana de Citricultura.

Veja também: Entidades criticam isenção de imposto de importação do arroz

Evento, organizado pelo IAC, é considerado o maior do setor da citricultura no país.

A citricultura está com a contagem regressiva para o maior evento do setor no país. O Centro de Citricultura Sylvio Moreira do Instituto Agronômico (IAC-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realiza de 06 a 09 de junho, a 43ª Semana da Citricultura, a 47ª Expocitros e o 53º Dia do Citricultor. Nesta edição os organizadores lançam a Expocitros Tech MAPA Conecta, ação que busca aproximar iniciativas inovadoras com investidores privados para o desenvolvimento de soluções tecnológicas na cadeia produtiva de citros. As inscrições podem ser feitas até 27 de maio, clicando aqui.

O diretor do Centro de Citricultura do IAC, Dirceu de Mattos Júnior, explica que esse desafio tem o objetivo de criar oportunidades de negócios. “Vamos juntar investidores e aceleradores do setor de inovação e proporcionar um ambiente ideal para networking, visibilidade e negócios”, diz.

As startups pré-selecionadas terão espaço gratuito na área compartilhada no lounge da 47ª Expocitros e as três finalistas receberão prêmio em dinheiro. O desafio é uma realização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), IAC, FB Group e conta com colaboração da Fundação de Apoia à Pesquisa Agrícola (Fundag). A avaliação final está programada para o dia 08 de junho.

Outro lançamento será a Vitrine Tecnológica de Variedades do Centro de Citricultura. A pesquisadora do IAC, Marinês Bastianel, explica que a Vitrine Tecnológica consiste em uma área telada com todas as variedades de copas fornecidas aos produtores de citros pelo IAC. “As copas exibidas são de materiais já registrados ou em processo de registro e irá permitir que os produtores possam, futuramente, avaliar, comparar e assim escolher quais delas ele irá levar para o campo”, diz.

Outra ação que busca o auxílio aos produtores na tomada de decisão para formação de pomar é a Unidade de Campo, que será um espaço de exposição de variedades, inicialmente constituída por novas tangerinas IAC.

Novas tecnologias

A Semana da Citricultura é conhecida por apresentar os mais novos resultados das pesquisas, inovações tecnológicas e discutir pautas relevantes do setor. Com isso em mente os organizadores do evento propõem quatro painéis que abordam o manejo sustentável, qualidade dos frutos, nutrição e fertilidade, HLB, mercado e economia. Os interessados podem acessar a programação completa neste link. O evento conta com palestrantes de diversas áreas para proporcionar o compartilhamento de conhecimentos diversos para o setor citrícola.

O pesquisador do IAC, Fernando Alves de Azevedo, irá apresentar a palestra “Impacto do manejo conservacionista na qualidade do solo em pomares de citros”. Ele explica que o solo é um ambiente vivo, o qual deve-se manter toda a sua estrutura física, para sustentar todas as formas de vidas; a estrutura química, fornecendo e mantendo os nutrientes disponíveis; e a biológica, com enorme diversidade de organismos, desde macrofauna a microrganismos, com toda a sua abundância, além da diversidade das plantas cultivadas.

Ao longo de dez anos de pesquisa, Azevedo observou que a manutenção da palhada de braquiária, na linha de cultivo dos citros, obtida graças a adoção da roçadora ecológica, equipamento que roça toda biomassa da entrelinha do pomar e projeta para baixo das plantas de citros, proporciona menor distúrbio às atividades biológicas e aos atributos químicos e físicos do solo. “Dentre as plantas de cobertura estudadas, destaca-se a braquiária ruziziensis, por ser menos agressiva que outras braquiárias, como decumbens e brizantha. A braquiária ruziziensis manejada com a roçadora ecológica (mulching) contribui para a melhoria da qualidade do solo e a produtividade de frutos de lima ácida Tahiti, sendo práticas sustentáveis da agricultura com manejo conservacionista para citros”, afirma.

Neste sentido, a qualidade do solo pode ser avaliada com diversos métodos englobando os três atributos do solo, desde os biológicos, químicos e físicos, com respostas rápidas devido às mudanças do sistema de cultivo e as influências na produtividade do pomar.

SP produz 19,3 milhões de toneladas de frutos cítricos

A citricultura figura como importante negócio no estado de São Paulo com a produção 19,3 milhões de toneladas de frutos cítricos, que representa 48% do total de frutas produzidos no país. No estado de São Paulo, estima-se que a cadeia de produção movimenta US$ 14,5 bilhões anualmente, resultado da produção e consumo de frutos in natura, assim como a produção de suco, cuja exportação responde por 80% do mercado mundial. O pesquisador do IAC, Dirceu de Mattos Júnior, irá apresentar no dia 09 de junho a palestra: Pesquisa e inovação na citricultura: qual o valor do nosso negócio?

Em sua apresentação o pesquisador abordará sobre a importância da disponibilidade de informações e da inteligência de produção, alcançados com a pesquisa do Centro de Citricultura, como um provedor da sustentabilidade da cadeia de produção de citros em São Paulo e no Brasil. “A citricultura segue relevante à economia paulista e à geração de divisas no Brasil e por esta razão a pesquisa segue definitiva para a manutenção deste setor agroindustrial”, diz.

Dirceu afirma que é provável que o Centro de Citricultura posicionou os maiores ganhos de valores já registrados do setor, como o equacionamento da produção dos pomares sob pressão da doença causada pelo vírus da Tristeza, além de experimentos sobre espaçamentos de plantio que formaram base para o plantio de novos pomares, mais adensados e que também permitiram aumento de produção por área. Outros resultados foram as recomendações da calagem e da adubação para a citricultura em condições de solos tropicais, normalmente ácidos, com baixa reserva de nutrientes e com alta capacidade de fixar fósforo. As pesquisas permitiram aumentos de até 65% da produção de frutos com a correção da acidez com o uso de calcário, além de aumento de 25% na eficiência de uso de fertilizantes com ajustes de doses, época e modo de aplicação e escolha de melhores fontes tanto em produção de sequeiro como fertirrigada.

De acordo com Dirceu, os resultados de pesquisa como a avaliação extensiva de novos genótipos têm permitido a seleção de copas e porta-enxertos, atendendo a indústria processadora de suco e/ou o mercado de fruta in natura. O sistema conservacionista de manejo do mato nos pomares, que contribui para a redução de 40% do uso de herbicidas, proporciona significativo aporte de potássio e outros nutrientes na linha de plantio, mantém a umidade do solo e incrementa em até 30% a produção de frutos do pomar. “Essa economia é movida pela capacidade de inovação e pela inteligência de produção do setor, que tem nesse binômio oportunidade para estabelecer pomares produtivos, com qualidade e sustentáveis”, afirma.

Prêmios

Durante o evento, também será realizada a entrega de prêmios para os destaques do setor, em 06 de junho. Em 2022, o prêmio Engenheiro Agrônomo Destaque da Citricultura será entregue a pesquisadora do IAC, Mariângela Cristofani-Yaly. O prêmio Grupo de Consultores de Citros – Hall da Fama será concedido para produtor e empresário José Gilberto Pratinha. O prêmio Centro de Citricultura irá para o Programa Globo Rural por sua extensa colaboração de divulgação de conhecimento para a população.

FONTE: DATAGRO. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: