mercado argentino

Avicultura e suinocultura mais próximos do mercado argentino

Compartilhar

Missão comercial aproxima setor avícola e de suínos de Minas Gerais ao mercado argentino.

Veja também: Propriedades com gado orgânico e sustentável tem aumento

Organizado pelas secretarias de Agricultura e de Desenvolvimento Econômico do Estado, encontro realizado em Buenos Aires reuniu seis empresas mineiras do setor.

Missão comercial realizada pelo Governo de Minas, por meio das secretarias de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e de Desenvolvimento Econômico (Sede), promoveu o encontro do setor mineiro de carne suína e avícola com o setor de supermercados, indústrias e frigoríficos argentinos, com o objetivo de buscar novos mercados, ampliar canais de comercialização entre empresas de ambos os países e diversificar a pauta de exportações de estado.

Realizado entre os dias 16 e 17 de maio, na Embaixada Brasileira em Buenos Aires, o evento teve a presença de seis empresas mineiras do setor avícola e de suínos, e contou com a parceria da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg) e Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig).

Representando a secretaria de Agricultura, o subsecretário João Ricardo Albanez destacou a importância da missão comercial.  “Os grandes fornecedores de carnes de aves e suínos para o mercado argentino estão no sul do país, principalmente nos estados de Santa Catarina e Paraná.  O mercado argentino ainda não é um consumidor expressivo nas exportações mineiras de carnes de aves. Já em relação à carne suína, a Argentina ocupa o nono lugar das exportações do estado. Esta missão é uma oportunidade para o setor produtivo mineiro estreitar as relações comerciais e diversificar a pauta exportadora com a inclusão de produtos de maior valor agregado”, avalia.

O diretor de Promoção de Exportações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Faria, também ressaltou o propósito da missão. “Minas Gerais, apesar de não estar tão próximo da Argentina em termos logísticos, consegue apresentar um produto com valor competitivo e alta qualidade, em condições de concorrer com qualquer potencialidade que outros estados possam apresentar. No momento, a América do Sul como um todo participa somente com 8% do comércio internacional de Minas. E a Argentina se apresenta como um grande mercado a ser explorado, com potencial de enriquecimento da nossa pauta exportadora”, analisa.

Mercado argentino

Durante o encontro, o chefe da missão comercial na Embaixada do Brasil em Buenos Aires, Márcio Gasparri, apresentou a contextualização econômica da Argentina. Segundo sua análise, tem havido um crescimento significativo no consumo de frangos e suínos e redução no consumo da carne bovina.

De acordo com os dados apresentados, o consumo de carne de aves no país passou de 20 kg/por pessoa em 2003 para 45,5 kg/por pessoa no ano passado. A participação da carne suína na dieta proteica dos argentinos saltou de 7,9% em 2000 para 14,5% em 2021. Entre os fatores que explicam esse crescimento estão a percepção do consumidor sobre a qualidade do produto e o contexto econômico e de inflação no país.

Também foram abordados durante o encontro os aspectos técnicos e procedimentos burocráticos para a comercialização entre os países, além das informações sobre a logística e o transporte de mercadorias. Após as apresentações, foi realizada a rodada de negócios entre importadores argentinos e exportadores mineiros.

FONTE: DATAGRO. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: