milho

Isenção para importação de milho e oferta doméstica

Compartilhar

Isenção para importação de milho não se justifica do ponto de vista da oferta doméstica, avalia Abramilho.

Veja também: DATAGRO reduz projeção da safra de soja 2021/22

Safra brasileira 2021/22 do grão deve ficar próxima a 120 milhões de toneladas, crescimento superior a 30% sobre o ciclo anterior.

A redução para zero da alíquota de importação de milho até o final do ano não encontra justificativa em relação a problemas da oferta doméstica, já que a safra brasileira 2021/22 do grão deve ficar próxima a 120 milhões de toneladas, crescimento superior a 30% sobre o ciclo anterior.  É o que destaca a Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho).

Segundo o presidente institucional da entidade, Cesario Ramalho, como medida de controle da inflação, a isenção tem natureza paliativa, sobretudo porque é temporária, sendo ainda um dos últimos recursos do governo para tentar conter a elevação dos preços, haja vista a falta de políticas públicas que promovam equilíbrio econômico.

“A alta das commodities agrícolas é um fenômeno global, ancorada em fundamentos do mercado [desarranjos logísticos provocados pela pandemia, demanda internacional em ascensão, impactos da guerra no Leste Europeu, importante região produtora de milho e trigo], variáveis fora da alçada do produtor brasileiro.”

De acordo com Ramalho, medidas como estas, adotadas de maneira abrupta, acentuam o cenário de imprevisibilidade para o setor produtivo, interferem em contratos, provocam insegurança, prejudicam decisões tomadas e adiam futuras. “O fato é que o ambiente de incertezas do país em nada colabora, pelo contrário, para diminuir a pressão inflacionária.”

Fonte: Datagro. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

2 thoughts on “Isenção para importação de milho e oferta doméstica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: