Analise e Perspectiva das principais commodities em meados de julho de 2021

Compartilhar

Analise abaixo foi feito pelo Doutor Marcos Fava Neve Professor, Titular dos cursos de Administração da USP em Ribeirão Preto e da EAEASP/FGV em São Paulo. Dr Marcos é especialista em planejamento estratégico do agronegócio.

Agron Home

Veja também: O que estão escondendo de você sobre a soja nos EUA

Analise e Perspectiva das principais commodities em meados de julho de 2021

Analise e Perspectiva das principais commodities

A perspectiva para a economia continua melhorando, o boletim Focus estima o crescimento do PIB em 5,26% para este ano e o câmbio terminaria em dezembro a 5,05. O Doutor Marcos continua apostando no 4,70.

O analise do departamento de agricultura dos Estados Unidos (USDA) que faz o balanço mundial de grãos, veio praticamente inalterado.

Estimativa da produção de grãos no mundo (USDA)

Mundo: 385 milhões de toneladas de soja, e destes;

144 no Brasil;

120 Estados Unidos (EUA);

52 na Argentina.

Milho: quase 1,2 milhão de toneladas;

Estados Unidos 385;

e o Brasil com 118 da safra em setembro.

Analise e Perspectiva das principais commodities em meados de julho de 2021
Foto: Raquel Wedmann / Agricultora e Eng. Agrônoma

Analise: Estima-se que 20 milhões de toneladas foram perdidas por conta da geada

Da Conab também veio a estimativa de safra, agora em 261 milhões de toneladas o que dá 1,5% acima do que foi o ano passado e no milho. No início a expectativa era 110 e caiu para 90 milhões de toneladas nesse safra de milho. O Doutor Marcos ainda acha que vai ser menos do que isso e lamenta perdermos nesse momento. A perder 20 milhões de toneladas com geada é muito triste, e causa perda de renda e prejudica toda a cadeia produtiva.

Analise e Perspectiva das principais commodities

Analise: Valor Bruto da Produção do Agro bate 1 trilhão de reais

Entretanto, nem tudo é tristeza. Exemplo positivo é o VBP (Valor Bruto da Produção) que vai crescer 10% em relação ao ano passado. O VBP da Agricultura que é a produção versus o preço está em 1,1 trilhão de reais, movimentando a economia do nosso interior, um crescimento no faturamento das lavouras de 14% e na pecuária aproximadamente 4%.

Outro número fantástico do nosso Agro, foi o valor das exportações de junho que cresceram simplesmente 25%, devido aos preços maiores e que resultaram em 12,1 bilhões de dólares em um mês. É o maior registro para o mês de junho, por exemplo: soja gerou 6,2 milhões e as “carnes” 1,8 bilhões. O Brasil certamente está se aproveitando desses preços internacionais das commodities e, até mesmo a carne bovina bateu o recorde de 834 milhões de dólares. Apesar da queda de 7% no volume da exportação da carne bovina, houve aumento de 13% no valor em comparação com junho do ano passado. A explicação desse aumento são os preços sensivelmente maiores.

Até a metade do ano o Brasil exportou 61 bilhões de dólares, segundo o professor Marcos, e repetir isso vai ser difícil no futuro próximo. E isso representa 122 bilhões de dólares vindos da exportação agrícola. Isso é realmente uma loucura, exalta Marcos Neves. Ou seja, são mais de 600 bilhões de reais exportados calcula o analista.

Analise: Aumento do custo de produção merece atenção

Segundo o Doutor Marcos, o quê assusta muito é o aumento de custo de produção. A Aprosoja divulgou o estudo que o custo de produção da soja está chegando a mais de 2.700 reais por hectare, um aumento de mais de 12%. Consequentemente, estamos a caminho do estresse na área de insumos, como resultado de mais de 70 milhões de hectares de grãos a serem plantados no segundo semestre. O setor de máquinas também divulgou um crescimento esperando de 30% na venda de máquinas. Nesse caso o que preocupa é a ausência de peças.

Outro dado interessante desse mês, foi o relatório que a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura OECD-FAO. No analise, as entidades estimam que o Brasil ampliará o seu papel como exportador, especialmente para produtos como a carne bovina, a soja, o açúcar e o milho. E nos próximos dez anos, mostra o Brasil com destaque no crescimento das principais cadeias produtivas.

Destaque também para a concessão da BR-163, principal rodovia para o escoamento de grãos do Centro-Oeste para o Arco Norte, a BR-163, deve receber investimentos de R$ 2 bilhões após o seu leilão, no começo de julho. Tomara que seja bem feita que quem ganhou faça a bons resultados por lá e que também melhore muito as expectativas de transporte para a gente, completa o Doutor Marcos.

Análise e previsão de preços

O preços para entrega de soja em São Paulo, agora, está em R$160 por saca. Ano que vem, a soja está cotada em R$ 149 para entregar em fevereiro de 2022. De acordo com Marcos Neve, quem tem estoque de grãos deveria vender um pouco agora. “É provável que os preços do ano que vem não se mantenham, devido a mega safra brasileira que virá e o clima adequado, até agora, nos Estados Unidos,” conclui o especialista.

Os altos preços atuais do milho são em decorrência da estiagem e da geada, conclui Marcos Neves.

Resumo em 5 pontos para agosto

Finalização da colheita do milho segunda safra. Qual será o volume produzido?

Custos de plantio para safra 2021/2022. Tome muito cuidado com isso.

A crise hídrica não melhorou. Ela inclusive está pior.

Melhora na crise sanitária e, também melhora na crise econômica.

Acompanhe no câmbio que interfere nos preços pagos no Brasil.

Atenção para a safra dos Estados Unidos e as condições das lavouras de milho e soja com aparentemente melhora no clima lá.

São os pontos que devemos ter atenção para tomar boas decisões.

—SIGA NAS REDES SOCIAIS —

Twitter: https://twitter.com/agrotwit

Facebook: https://www.facebook.com/PortalAgron
Instagram: https://www.instagram.com/portalagron
Youtube: https://www.youtube.com/portalagron
Grupo Telegram Agron pecuária: https://t.me/portalagron_pecuaria
Grupo Telegram Agricultura: https://t.me/portalagron_agricultura
Canal Telegram: https://t.me/portalagron
Site: https://agron.com.br
https://linktr.ee/Portalagron

Fonte: Análise do professor Marcos Fava Neve, foi exibidano canal Doutor Agro. Adaptado por: Equipe Agron.


Compartilhar

2 thoughts on “Analise e Perspectiva das principais commodities em meados de julho de 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *