Negociações da soja segue se arrastando no Brasil

Negociações da soja segue se arrastando no Brasil

Compartilhar

Negociações da soja segue se arrastando no Brasil. A semana passada foi arrastada em termos de negócios no mercado brasileiro de soja. Os preços permaneceram firmes, acompanhando a volatilidade de Chicago e do dólar. E essas oscilações mantêm os produtores cautelosos.

Negociações da soja

A comercialização da safra 2020/21 de soja do Brasil envolve 79,2% da produção projetada, conforme relatório de SAFRAS & Mercado, com dados recolhidos até 9 de julho. No relatório anterior, com dados de 4 de junho, o número era de 75,6%.

Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 92,9% e a média de cinco anos para o período é de 78,2%. Levando-se em conta uma safra estimada em 137,19 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 108,59 milhões de toneladas.

No período, a comercialização evoluiu pouco e, com isso, o total negociado da safra 20/21 ficou abaixo do percentual de igual período do ano passado. Mas seguem acima da média para o período, devido à elevação consistente dos preços.

As vendas antecipadas da safra 2021/22 estão atrasadas na comparação com o ano passado, mas acima da média de cinco anos. Levando-se em conta uma safra hipotética mínima para a temporada – igual à do ano anterior -, SAFRAS estima uma comercialização antecipada de 21,5%, envolvendo 29,56 milhões de toneladas. Em junho, o número era de 19,2%

Em igual período do ano passado, o número era de 39,8% e a média dos últimos cinco anos é de 17,6%. A primeira estimativa para a safra brasileira 2021/22 será divulgada no dia 16 de julho por SAFRAS & Mercado.

Conab

A produção brasileira de soja deverá totalizar 135,91 milhões de toneladas na temporada 2020/21, com aumento de 8,9% na comparação com a temporada anterior, quando foram colhidas 124,84 milhões de toneladas. A projeção faz parte do 10º levantamento de acompanhamento da safra brasileira de grãos, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em junho, a Conab indicava produção de 135,86 milhões de toneladas.

A Conab trabalha com uma área de 38,51 milhões de hectares, com elevação de 4,2% sobre o ano anterior, quando foram cultivados 36,95 milhões de hectares. Em junho, a previsão era de 38,51 milhões de hectares. A produtividade teve sua previsão elevada, entre uma temporada e outra, de 3.379 quilos para 3.529 quilos por hectare, com variação de 4,5%. No mês passado, o rendimento estava estimado em 3.528 quilos por hectare.

Agron Home

Veja também: Produção brasileira de grãos crescerá 27% até 2030

—SIGA NAS REDES SOCIAIS —
Twitter: https://twitter.com/agrotwit

Facebook: https://www.facebook.com/PortalAgron
Instagram: https://www.instagram.com/portalagron
Youtube: https://www.youtube.com/portalagron
Grupo Telegram Agron pecuária: https://t.me/portalagron_pecuaria
Grupo Telegram Agricultura: https://t.me/portalagron_agricultura
Canal Telegram: https://t.me/portalagron
Site: https://www.agron.com.br
https://linktr.ee/Portalagron

Fonte: Agência SAFRAS.


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *