Custeio avança e relação de troca é favorável em MT

Custeio avança e relação de troca é favorável em MT

Compartilhar

Custeio avança e relação de troca é favorável em MT. Na última semana, foram divulgados os dados de custo de produção da soja GMO para a safra 21/22 em MT, para o mês de maio/21. Mesmo com a desvalorização mensal do dólar, a comercialização adiantada dos insumos pautou um aumento nos preços dos produtos agrícolas em maio, ante o mês anterior.

Agron Home

Veja também: Glifosato está na maioria dos alimentos

Com isso, houve uma alta de 2,43% no custeio de soja no comparativo mensal, estimado em R$ 2.785,73/ha. Um dos principais aumentos entre os componentes do custeio foi o preço dos insumos, em especial o do 00.18.18, que obteve uma valorização de 20,10%, ante a abr/21, e de cerca de 50% no comparativo anual.

Somado a isso, as sementes de soja também registraram valorização de 4,80%, no mesmo período, motivada pela forte demanda. Por fim, mesmo com a alta nos preços, a relação de troca entre a paridade mar/22 e os custos com insumos continua favorável ao produtor, estimada em 17,62 sc/ha, valor 24,08% inferior a mai/20.

Custeio avança e relação de troca é favorável em MT. Confira agora os principais destaques do boletim:

    Disponível em queda: o preço disponível para a soja em Mato Grosso apresentou desvalorização de 7,56% na última semana, pautada na queda do câmbio e na CME-Group.

    Forte queda em Chicago: a pressão nas cotações para a soja em Chicago foi movida pela queda na demanda do grão e as preocupações sobre as políticas de biocombustíveis nos EUA.

    Margem em Alta: a margem de esmagamento de soja apontou alta de 28,11% na última semana, influenciada pela desvalorização do grão no mercado interno.

Segundo o USDA, até a última segunda-feira (21/06) 97% da área estimada para a temporada 21/22 de soja norte-americana já havia sido semeada, contra 96% no mesmo período do ano passado.

Além do percentual semeado, 91% das lavouras dos 18 principais estados já se encontram em estádio de emergência, valor 6 p.p. acima da média dos últimos cinco anos.

Apesar da boa evolução no plantio e do percentual das áreas em estádio de emergência se manter acima do observado nos anos anteriores, as condições das lavouras estão piores nos comparativos semanal e anual.

Sendo assim, o percentual bom/excelente da safra apresentou uma redução semanal de 2 p.p., causado por problemas climáticos nas regiões produtoras.

Enquanto isso, os players seguem acompanhando os modelos climáticos à espera de melhores perspectivas, visto que pelo menos 35% do cinturão de soja norte-americano está sob estresse hídrico que deve permanecer até o final de junho.

Fonte: IMEA.


Compartilhar

2 thoughts on “Custeio avança e relação de troca é favorável em MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *