Saiba quais os impactos da Reforma Tributária no agronegócio

Saiba quais os impactos da Reforma Tributária no agronegócio

Compartilhar

Saiba quais os impactos da Reforma Tributária no agronegócio. Entenda um pouco mais sobre a Reforma tributária.

Agron Home

Veja também: Reforma tributária e possíveis impactos no agronegócio

Saiba quais os impactos da Reforma Tributária no agronegócio

O Brasil possui mais de 60 tributos com carga tributária de 34,25% em relação ao PIB e também é o mais burocrático quando se trata de administrar os impostos. É o que a Reforma Tributária pretende mudar.

Hoje vivemos um desequilíbrio de repasse entre o governo federal, os estados e os municípios, assim como, instabilidade e variação de gestão dos serviços públicos, sobre os preços dos produtos, a viabilidade de produção e por conta de toda essa complexidade gera insegurança para todos os lados, seja para o jurídico, os empresários, e as pessoas de modo geral.

Entenda um pouco mais sobre a Reforma tributária

Entre impostos, taxas, e contribuições, o Brasil soma 63 tipos de tributos. O pagamento de cada arrecadação tem destino específico, e é dever dos três poderes definir como será feito o retorno para os contribuintes. O valor arrecadado com os tributos equivale a quase 35% do PIB (Produto Interno Bruto), ou seja, é um dos mais altos do mundo.

A carga tributária do Brasil se equipara a de países altamente desenvolvidos. Porém todavia entretanto, o que se vê, é que não temos o mesmo retorno de bem-estar que desses países. Especialistas atribuem isso a dívida pública, custos com folha de pagamentos, e não há sobra líquida para investir como deveria em bens aos cidadãos. A proposta da reforma é mudar leis, e o uso dos recursos para mudar a situação e fazer crescer a economia bem como a qualidade de vida dos brasileiros.

Saiba como a reforma tributária pode impactar no agronegócio em relação às exportações

Diante do contexto, em que o país arrecada mais e devolve menos, além de se tratar de um sistema complexo, a reforma tributária pretende diminuir tamanha burocracia, sobretudo, a maneira como cobra os tributos.

Para o setor da agricultura e o agronegócio, que movimentam bastante a economia com geração e exportação de alimentos, a reforma parece ser a saída que faltava. Com a diminuição, extinção e unificação de certos tributos, haverá mais transparência nas regras, menos exploração, e os incentivos na produção devem aumentar.

Vantagens para o produtor rural

Umas das vantagens é simplificar a arrecadação do ICMS, um dos mais atuantes no setor agropecuário, e estimular as empresas a produzirem mais.

Diminuir custo de produção, regulação do agronegócio, crescimento das atividades agrícolas, bem como economia.

As desvantagens para o produtor rural

O texto orienta alíquota zero, ou quase zero, para alimentos, remédios, máquinas, equipamentos, ou seja, onde implica o agronegócio. As desvantagens estariam na não adequação do setor agro, aos novos modelos.

Por exemplo:

Diminuir a competitividade nas exportações, com a retirada de alguns impostos.

O produtor pode perder alguns benefícios, como: convênio 100 e convênio 42.

Conclusão

A proposta de emenda constitucional (PEC) 45, ou reforma tributária, tramita no senado. A perspectiva sempre é em relação às melhorias para todos, e que se faça a mudança de maneira que equilibre a arrecadação em comum. Com relação ao agronegócio, que este receba a devida atenção, afinal de contas, esse é o setor que mais proporciona recursos ao país.

Tendo em vista diminuir a burocracia e acabar com os abusos no arrecadamento fiscal, a reforma tributária será vantajosa para o produtor rural ao colaborar para o crescimento da atividade agropecuária.

Fonte: Lastro Agronegócios adaptado por Equipe Agron.


Compartilhar

2 thoughts on “Saiba quais os impactos da Reforma Tributária no agronegócio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *