No HDOM Summit, Vittia destaca eficiência do controle biológico para combater praga que ataca eucalipto

Compartilhar

Vittia é uma das patrocinadoras do evento, que acontece dias 8 e 9 de novembro, em São Paulo, para debater o futuro do setor florestal.

Créditos: Letícia Assumpção/ CNA

 

O Brasil é um dos dez maiores produtores de celulose do mundo e o eucalipto é um dos principais plantios. No entanto, tal como a agricultura, a silvicultura (cultivo de florestas plantadas) também é ameaçada pelo ataque de pragas com potencial de reduzir drasticamente a produtividade. O psilídeo-de-concha (Glycaspis brimblecombei) é um dos maiores riscos. Trata-se de um inseto sugador, relatado pela primeira vez no país em 2003, e que causa fumagina, seca dos ponteiros e desfolha (responsável por diminuir a atividade fotossintética das plantas e, consequentemente, por afetar seu desenvolvimento e produção).

Em espécies consideradas mais suscetíveis ao ataque de psilídeos, altas infestações podem levar à morte das plantas. Estima-se que, se não adotadas medidas prévias de controle, a mortalidade de plantas pode chegar a 15% no primeiro ano e até 40% no segundo ano.

O controle biológico está entre as medidas eficientes para enfrentar o problema. Com o intuito de apresentar o que há de mais eficiente em soluções tecnológicas para maior rentabilidade, produtividade e sustentabilidade dos cultivos, a Vittia é uma das patrocinadoras do HDOM Summit 2023, evento com foco no futuro do setor florestal. O encontro será realizado nos dias 8 e 9 de novembro, no Milenium Centro de Convenções, na cidade de São Paulo – momento em que importantes tomadores de decisão estarão reunidos para tratar de temas relevantes do setor.

“Os investimentos no setor florestal estão em ascensão e, com isso, a adoção de insumos de alta tecnologia desempenham um papel fundamental para um manejo sustentável e eficiente”, afirma o Gerente Executivo Regional de Vendas da Vittia, Raphael Bianco. “A Vittia tem um portfólio robusto, atendendo a demanda do setor na parte de nutrição de plantas, condicionadores de solo, condicionadores de calda, bioestimulante vegetal, inoculantes e controle biológico de pragas e doenças. A inovação da companhia para o setor florestal está no lançamento de um agente macrobiológico – predador de praga da parte aérea, que apresenta alta capacidade de redução da pressão do psilídeo-de-concha, com eficiência comprovada e sustentável”, completa.

Anuncio congado imagem

 

Criso-Vit: combate de inimigos pela ação de predadores naturais

O Criso-Vit é um dos trunfos do portfólio Vittia para auxiliar o produtor a combater o psilídeo-de-concha. O inseticida macrobiológico tem aplicação segura e inovadora, por meio de drones ou liberação manual.

“A adoção do manejo biológico a curto, médio ou longo prazo se mostra eficiente na redução da pressão de pragas. Alguns de nossos estudos mostram que em 4 anos com uso do Criso-Vit (metade do ciclo de produção do eucalipto) reduziu-se em 68% a área com incidência de psilídeo-de-concha”, diz Raphael. Por isso, é fundamental que o produtor faça o monitoramento de pragas em sua plantação, podendo também fazer uso de agentes biológicos de forma preventiva.

Já o Tetra Duo-Vit, aplicado por meio de drones, tem como alvo a lagarta dos eucaliptos (Thyrinteina arnobia), que se alimenta dos tecidos das folhas e geralmente provoca a desfolha da planta.

Vale lembrar que na década de 1990, a Vittia foi pioneira ao apresentar ao mercado florestal, em parceria com a Universidade Federal de Viçosa, o  Rizolyptus – primeiro inoculante de eucalipto registrado no Brasil, com alta performance na promoção de crescimento vegetal e disponibilização de nutrientes. Com o avanço em pesquisas, a tecnologia de Rizolyptus evoluiu e hoje está presente no portfólio Vittia como o produto Meli-X Turbo, um dos grandes destaques da empresa.

Sobre a Vittia

A Vittia, empresa brasileira de biotecnologia e nutrição especial de plantas, com soluções para diversas culturas agrícolas, está presente há 52 anos no país com a missão de permitir aos produtores ganhos de rentabilidade por área e melhoria do balanço socioambiental, entregando excelência em produtos e serviços para a agricultura.

Sempre expandindo sua atuação a favor do agronegócio por meio de pesquisa, tecnologia e desenvolvimento, a empresa, dedicada à produção de insumos de alta tecnologia para a agricultura, conta com diversos produtos nas linhas de adjuvantes, inoculantes (fertilizantes biológicos), acaricidas, controle biológico, fertilizantes foliares, fertilizantes organominerais, condicionadores de solo, micronutrientes granulados para solo e sais para a agricultura e pecuária.

A Vittia possui três unidades industriais localizadas em São Joaquim da Barra, além de unidades em Serrana, Ituverava e Artur Nogueira, no estado de São Paulo, e em Paraopeba e Patos de Minas, no estado de Minas Gerais. Atualmente, conta com cerca de 1200 colaboradores entre equipes administrativas, de produção e especialistas de campo. Comprometida com os princípios da sustentabilidade, a empresa visa criar valor por meio da inovação e ampliação de negócios com aquisições estratégicas no mercado. Em 2022, a receita líquida da empresa foi de R$ 851 milhões.

Além disso, a Vittia recebeu do MAPA o Selo Agro+ Integridade, que se destina a premiar empresas do agronegócio que, reconhecidamente, desenvolvem boas práticas de gestão de integridade, ética e sustentabilidade.

Mais informações no site e nas redes sociais Youtube, Instagram, Linkedin e Facebook

 


Compartilhar

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp ( clique aqui ), ( clique aqui ) ou Telegram Portal Agron ( clique aqui ), Telegram Pecuária ( clique aqui ) , Telegram Agricultura ( clique aqui ) e no nosso Twitter ( clique aqui ) . 🚜 🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias ( clique aqui )

  • Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!
  • Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.
  • Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!
  • If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!
  • We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.
  • We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: