Manutenção de sistema de ordenha é fundamental para produção e gestão das propriedades

Compartilhar

Referência no sistema de ordenha automatizada, a Lely oferece programa global de treinamento aos técnicos e reforça a importância das constantes revisões dos robôs

O sistema de ordenha pode ser considerado o ‘coração’ das fazendas leiteiras, e, por isso, requer, de tempos em tempos, revisões feitas por especialistas – sobretudo modelos automatizados. Sabendo disso, a Lely, referência em ordenha robotizada, investe na qualificação do time técnico e reforça a importância dessa ação.

O departamento Customer Care da empresa, que envolve o Suporte Técnico de Vendas (TSS – Techinical Sales Support) e o Suporte de Gerenciamento de Fazenda (FMS – Farm Management Support), tem a função de atuar na área técnica de atendimento ao cliente Lely Brasil e América Latina. O gerente do departamento, Daan Stehouwer, explica que os técnicos participam de treinamentos e cursos ministrados na sede da empresa, localizada na Holanda, e são habilitados com certificações para atuarem no campo em diferentes níveis e para formarem outros profissionais que fazem parte dos Lely Centers da América Latina.

“Oferecemos o programa global de treinamento para os técnicos que fazem o atendimento aos Lely Centers do Brasil. Nos últimos dois anos foram emitidos 36 certificados e este número está crescendo exponencialmente. Isso garante uma experiência ainda melhor nos Lely Centers em todo o país, que podem, então, resolver prontamente os problemas e garantir o máximo de tempo de atividade dos robôs”.

E para reforçar este foco em treinamentos de qualidade, Daan comenta que a empresa está investindo em um centro de treinamento dedicado a todos os seus produtos, localizado em Carambeí (PR), com previsão de abertura em meados de 2024.


A importância das revisões
Para contextualizar o funcionamento dos robôs de ordenha e a importância das revisões e manutenções realizadas por profissionais qualificados, o gerente comercial da Lely Brasil, João Vicente Pedreira, explica que os robôs ficam ligados 24 horas por dia e as ordenhas ocorrem ao longo de, pelo menos, 21 horas. “Se houver uma interrupção, isso significa que, a cada hora, deixam de ser ordenhadas de cinco a oito vacas. Dessa forma, o planejamento de manutenção feita pelos técnicos no momento da instalação é de extrema importância”.

Durante a instalação, os especialistas da Lely verificam as questões de estabilidade e qualidade do fornecimento de energia, além das devidas proteções elétricas contra descarga, qualidade da água e aterramento.

Após a instalação, as manutenções preventivas devem ser realizadas a cada quatro meses e garantem que os eventuais chamados de urgência não ocorram, ou sejam mínimos. Cada manutenção segue uma lista de medidas e troca de determinadas peças dos robôs. “Por exemplo, é feita a medição do nível de vácuo, curva de pulsação e a troca de reparos, sempre seguindo uma lista de checagem pré-definida para cada tipo de manutenção. Os técnicos que atuam nessas atividades de instalação, manutenção preventiva e atendimento de urgência, são treinados e certificados pela Lely para realizarem essas atividades”, diz.

“Manter o equipamento em ordem para uso, garante aos produtores os ganhos que almejam no planejamento e gestão do seu negócio, por meio de uma ordenha consistente, produção garantida, vacas mais saudáveis e retorno financeiro assegurado”.

Principais pontos de atenção
Luan Nogueira Moreno, do Suporte de Serviço Técnico da Lely (TSS – Techinical Sales Support), compartilha os principais pontos de atenção que os técnicos analisam no momento das revisões periódicas.

“Uma tarefa recorrente é a verificação do sistema de fornecimento de energia, incluindo baterias e conectores. Garantir uma fonte de energia estável e confiável é essencial para uma operação sem interrupções”.

A limpeza regular de alguns componentes também é necessária, e inclui sensores, filtros e peças mecânicas. Com isso, é possível evitar o acúmulo de sujeira, detritos ou contaminantes.

“Outro ponto é a atualização do software que controla o robô e gerencia os dados, visto que assegura um ótimo desempenho e compatibilidade com novos recursos e melhorias. Assim como a calibração regular do equipamento, como os copos de teteira, medidores de leite e sensores, necessária para manter a precisão nas medições e processos de ordenha”.

O monitoramento e testes regulares de sensores, sistemas de controle e mecanismos de segurança também são fundamentais para detectar qualquer mal funcionamento ou desvio da operação habitual. “O TDS (Teat Detector Sensor) é um sistema essencial na ordenha automática, é o ‘olho’ do robô. Ele atua como um sensor especializado que detecta e localiza o posicionamento correto dos tetos das vacas. Essa informação é fundamental para garantir que as teteiras sejam acopladas corretamente, de forma rápida e precisa. É necessário manter o TDS em bom estado para assegurar uma ordenha eficiente e confortável para os animais”, finaliza.

Sobre a Lely
A Lely, fundada em 1948, direciona todos seus esforços para a criação de um futuro sustentável, lucrativo e agradável na fazenda. Focada nas vacas, a empresa desenvolveu robôs profissionais e sistemas de dados que aumentam o bem-estar, flexibilidade e a produção diária dos animais na fazenda.

Por mais de 25 anos, a Lely tem liderado as vendas e serviços no segmento de automação na produção leiteira, ajudando no sucesso diário dos produtores ao redor do mundo. Diariamente, a Lely inspira seus funcionários a oferecerem aos seus clientes soluções inovadoras e a construírem uma parceira de confiança de longo prazo, através de orientações e suporte. Com sua sede na Holanda e uma rede mundial de Lely Centers dedicadas localmente para serviços de vendas e suporte personalizados, o grupo Lely está presente em mais de 45 países e emprega mais de 1.600 pessoas.

Para mais informações acesse: https://www.lely.com/br/


Compartilhar

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp ( clique aqui ), ( clique aqui ) ou Telegram Portal Agron ( clique aqui ), Telegram Pecuária ( clique aqui ) , Telegram Agricultura ( clique aqui ) e no nosso Twitter ( clique aqui ) . 🚜 🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias ( clique aqui )

  • Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!
  • Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.
  • Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!
  • If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!
  • We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.
  • We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
error: Conteúdo protegido!
%d