Contenção individual garante rentabilidade e segurança ao manejo de vacinação contra aftosa

Compartilhar

Confira cinco dicas para otimizar a aplicação de vacinas e reforçar a lucratividade da fazenda

Enquanto o Brasil não recebe status de zona livre de febre aftosa, a vacinação é fundamental para garantir não somente a sanidade dos bovinos, mas também a redução de desperdícios em toda a cadeia. Lesões vacinais podem retirar até 1 kg de carne de um animal na hora do abate. Nesse sentido, o manejo individual para a aplicação da vacina exerce um importante papel nos resultados vacinais e na lucratividade da atividade pecuária como um todo.

A Beckhauser, empresa de equipamentos de contenção, que inova, industrializa e difunde tecnologia para uma pecuária sustentável, não só comercializa soluções que facilitam a rotina e os negócios dos pecuaristas, mas, desde a década de 90, assume o papel de orientar os produtores sobre a forma adequada de realizar os manejos, de forma a não estressar nem lesionar os animais.

“A nossa comunicação com os pecuaristas se dá num tom de instrução sobre como o manejo pode influenciar positivamente a redução de descartes e os resultados financeiros da propriedade, explicando a importância do equipamento de contenção individual para este processo”, explica o Gerente Comercial da Beckhauser Gustavo Lazarin.

Veja as 5 dicas mais importantes para o sucesso do manejo nas fazendas dos estados que fazem parte das etapas de vacinação contra febre aftosa.

1. Trabalhe com calma

A calma deve prevalecer na condução dos animais até o curral e em todo o manejo. Sob estresse, o bovino produz hormônios, como o cortisol, que provocam redução da eficiência imunológica da vacina;

2. Use a contenção individual

Vacinar o animal contido no tronco de contenção leva o mesmo tempo que a vacinação em brete coletivo e tem a vantagem de uma imunização de qualidade, com segurança para as pessoas e os animais, menos acidentes e contusões (dados comprovados por pesquisa do Grupo Etco – Unesp Jaboticabal, SP, de 2002);

3. Proteja a vacina

O manejo deve ser sempre em local coberto para evitar a inutilização da vacina, que não pode ser exposta a raios solares. Além disso, é recomendável evitar a vacinação em dias de chuva, reduzindo, assim, riscos de contaminação e de formação de abcessos. Não se esqueça também da conservação na temperatura indicada no rótulo do produto para garantir sua eficácia;

4. Cuide da higiene

Siga a recomendação correta no manuseio das agulhas, troca e higienização, a fim de evitar qualquer tipo de contaminação e minimizar o risco de abcessos;

5. Acerte no ponto

A aplicação da vacina deve ser feita no terço médio do pescoço do bovino, evitando lesões em carnes nobres como do posterior do animal.

As linhas de equipamentos da Beckhauser oferecem aos produtores uma variedade de possibilidades para um manejo de vacinação seguro e eficaz, com opcionais customizáveis de acordo com a necessidade de cada propriedade.

“A linha Total Flex, montada numa estrutura de monobloco, está no mercado desde 2016 e representa um grande salto no segmento de equipamentos de contenção, pois ela possui o conceito inovador de permitir aos clientes configurar seu produto da forma que melhor os atenda. Dessa maneira, os pecuaristas otimizam o equipamento para suas propriedades e podem evoluí-lo de acordo com o progresso do seu rebanho”, finaliza Lazarin.

Sobre a Beckhauser  

A Beckhauser inova, industrializa e difunde tecnologia para uma pecuária sustentável, buscando oferecer ao mercado soluções que aprimorem a produtividade no manejo e a qualidade dos resultados da produção, cuidando do bem-estar animal e humano. A empresa vem, há anos, ditando tendências de inovação no segmento e oferece hoje um amplo portfólio de equipamentos de contenção tradicionais e automatizados, da fazenda ao frigorífico, além de parcerias com equipamentos de controle e pesagem eletrônica. Mais informações: www.beckhauser.com.br.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: