Alta eficiência e qualidade de carne são destaques do Norsvin Duroc

Compartilhar

Buscando evolução genética e soluções que otimizem os resultados econômicos da atividade, a Topigs Norsvin disponibiliza a partir deste mês de março o Norsvin Duroc, que promete alavancar o setor suinícola nacional através da sua genética de alta performance em todos os índices zootécnicos, combinando eficiência alimentar e alta qualidade de carne em um único produto. De acordo com o Diretor Técnico da Topigs Norsvin no Brasil, Marcos Lopes, que também faz parte do grupo de pesquisadores da Topigs Norsvin Research Center na Holanda, o Norsvin Duroc é oriundo de uma população de Duroc 100% puro, desenvolvida na Noruega. “A partir de 2021, o Brasil firmou acordo sanitário com a Noruega e isso nos possibilitou trazer os animais diretamente da nossa central de avaliação daquele país. Em função disso, o produtor brasileiro vai receber a melhor genética de Duroc do mundo”, informa. Um dos principais diferenciais apresentados por este reprodutor está ligado à sua eficiência produtiva, que compreende desde a conversão alimentar, às altas taxas de sobrevivência em todas as fases de produção até a qualidade do produto final. “Graças aos modernos recursos da nossa Central de Avaliação, como a tomografia computadorizada e os rigorosos protocolos de avaliação de carcaças, o Norsvin Duroc é selecionado para maior rendimento de cortes primários, de alto valor agregado, como rendimento de pernil, paleta, lombo e barriga”, explica Lopes. De olho nos resultados dos seus clientes, com o lançamento do Norsvin Duroc a Topigs Norsvin vai oferecer competividade ao suinocultor nacional. “O produtor brasileiro está sempre em busca da otimização dos seus custos de produção, sendo o seu principal gargalo os custos com ração. O novo macho da Topigs Norsvin atende a essa necessidade, uma vez que apresenta uma excelente conversão alimentar, além de entregar uma alta qualidade de carne, que atende ao exigente mercado de produtos premium e gourmet nacionais e internacionais.”, salienta. Para o diretor Regional da América Central e do Sul, André Costa, o Norsvin Duroc vem ao Brasil para atender a uma demanda do mercado cada vez mais ávido por soluções eficientes. “Para entregar um material genético que tenha competividade, a Topigs Norsvin vem fazendo investimentos importantes nesta área. O resultado disso é este macho que chega ao suinocultor brasileiro, graças aos esforços e pesquisas da empresa em prol da sustentabilidade do setor suinícola”, diz. Com a chegada deste produto, a suinocultura brasileira terá acesso ao que há de mais inovador no mercado. “O macho Norsvin Duroc entrega o que há de mais avançado e inovador na genética suína e imprime maior eficiência e lucratividade às granjas, renovando o compromisso da Topigs Norsvin junto ao produtor, que é o de buscar as melhores soluções para que que se tenham os melhores resultados”, diz Costa.  Competitividade  Os investimentos no melhoramento genético contribuem de maneira fundamental para a competividade da suinocultura brasileira e a Topigs Norsvin é a empresa de genética suína que mais se destaca nesse cenário. Prova disso são os recentes investimentos da empresa no setor, como a inauguração da central de avaliação de reprodutores suínos, localizada em Guarapuava (PR), onde a Topigs Norsvin investiu cerca de 1 milhão de euros para o progresso genético de suas linhagens de machos terminadores a fim de que sejam ainda mais competitivas e alinhadas aos anseios dos produtores nacionais.  A partir desse passo, o Brasil ganhou uma estrutura muito similar às inovadoras centrais de avaliação de reprodutores suínos da empresa no Hemisfério Norte. As centrais de avaliação de reprodutores suínos da Topigs Norsvin contam com tudo que há de mais moderno em genética suína para avaliação da qualidade de carne e carcaça, comedouros automáticos para registro de consumo e ganho de peso individuais, além do uso de marcadores de DNA (seleção genômica), que têm proporcionado melhorias das linhagens genéticas da Topigs Norsvin.  De acordo com o Diretor de Negócios e Marketing da Topigs Norsvin, Adauto Canedo, o lançamento do Norsvin Duroc reafirma compromisso da empresa com o setor. “Acreditamos que a chegada do Norsvin Duroc nas granjas brasileiras trará um impacto significativo em seus resultados econômicos, uma vez que a nova genética oferecida pela Topigs Norsvin vai refletir diretamente na diminuição dos custos referentes à nutrição dos animais, aspecto que tem sido o grande gargalo do agronegócio devido ao aumento constante do preço dos insumos”, explica. O Norsvin Duroc também trará a oportunidade aos suinocultores de expandir suas exportações, já que a carne proveniente desses animais atende às exigências do mercado consumidor contemporâneo, que demanda uma carne saudável, de aparência avermelhada (caso do Japão) e com excelente marmoreio, fator que impacta diretamente no seu sabor. “Com este lançamento, a Topigs Norsvin espera um crescimento superior na linha macho ao entregar um animal completo, com alto índice produtivo e excelente qualidade de carne”, finaliza Canedo.  Sobre a Topigs Norsvin A empresa de genética suína Topigs Norsvin é reconhecida por sua abordagem inovadora na implementação de novas tecnologias e pelo seu foco contínuo na produção de suínos com a melhor relação custo-benefício possível. Com uma produção de 12 milhões de doses sêmen/ano, a melhoria contínua e fortalecimento dos produtos permitem que os clientes da Topigs Norsvin obtenham um valor agregado significativo em sua produção. O melhoramento genético da Topigs Norsvin baseia-se em dois pilares fundamentais: sustentabilidade e eficiência, que se traduzem em um programa de genética balanceado e eficiência total na alimentação. Pesquisa, inovação e disseminação de melhorias genéticas são os pilares da empresa, que investe 22,5 milhões de euros em P&D ao ano. Mais informações: http://www.topigsnorsvin.com.br


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: