“Wake up Call Amazônia, Já” avalia a melhoria no processo produtivo de alimentos com foco em sustentabilidade

Compartilhar

Teve início nesta quarta-feira (01/12), em Porto Velho (RO), o fórum “Wake Up Call Amazônia, Já”, que tem como objetivo principal apresentar e discutir projetos que contribuam para a produção de alimentos na Amazônia, com foco na sustentabilidade. O evento foi realizado em formato híbrido, com transmissão online pelo canal do Fórum do Futuro, no YouTube.

A conferência faz parte das ações do projeto Biomas Tropicais, coordenado pelo Fórum do Futuro, que visa aprofundar o conhecimento científico dos ecossistemas instalados no Brasil, visando identificar os limites sustentáveis de uso dos seus recursos naturais.

Na abertura do evento, o painel “Um novo olhar sobre a Amazônia” reuniu personalidades que analisaram a visão do estado na contribuição para um desenvolvimento sustentável da bioeconomia tropical.  O objetivo foi trazer ao debate a visão de Estado na agenda integrada da Ciência, da Gestão, do Planejamento e da Sociedade na Perspectiva do Desenvolvimento Sustentável da Bioeconomia Tropical.

O primeiro painel também foi marcado pela assinatura da “Carta de Porto Velho”, pelos participantes do debate, que propõe ações para o Brasil, por meio de suas instituições públicas e privadas, e da ciência e tecnologia, para o enfrentamento de três dos maiores problemas que hoje afligem a humanidade: as mudanças climáticas, o aumento da fome e da miséria, especialmente, nos países tropicais; bem como o empobrecimento das áreas rurais, e, por último, o aumento das migrações forçadas de zonas tropicais.

Confira a cobertura completa do painel: https://www.forumdofuturo.org/economia/wake-up-call-amazonia-ja-avalia-a-melhoria-no-processo-produtivo-de-alimentos-com-foco-em-sustentabilidade/

Importância da rede de pesquisa

Com a moderação do presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), Evaldo Vilela, o segundo painel do evento debateu a importância do reforço da união da rede de pesquisa e lideranças científicas com a sociedade, empreendedores e produtores locais na região amazônica, a partir da temática “Superação do vale da morte tropical”.

O painel evidenciou que a parceria pode efetivar a sistematização do conhecimento disponível para ações práticas, reforçando o objetivo de continuar o legado do engenheiro agrônomo e ex-ministro da Agricultura, Alysson Paolinelli.

Confira os detalhes do debate em: https://www.forumdofuturo.org/economia/painel-debate-o-reforco-da-uniao-de-liderancas-cientificas-com-sociedade-empreendedores-e-produtores-na-regiao-amazonica/ 

Desenvolvimento sustentável: três casos de sucesso em Rondônia

Tema de destaque no Brasil, considerando o potencial produtivo do país, o desenvolvimento sustentável traz para a discussão conceitos e aplicações de bioeconomia e sustentabilidade que trazem resultados positivos para o estado, como foi demonstrado pelos três casos de sucesso apresentados no painel “Por um novo pacto global do alimento”.

A palestra teve participação do ex-ministro da Fazenda e do Planejamento e conselheiro do Fórum do Futuro, Paulo Haddad; do representante da empresa EDB Polióis Vegetais, César Souza; do pesquisador da Embrapa Rondônia, Enrique Alves; do especialista em piscicultura, Jerônimo Dantas e do consultor do Fórum do Futuro, José Oswaldo Siqueira.

Confira a cobertura completa em: https://www.forumdofuturo.org/sem-categoria/iniciativas-sustentaveis-sao-apresentadas-em-painel-do-evento-wake-up-call-amazonia-ja/

Ampliação de ILPFs em Rondônia

O “Impacto mínimo da produção de alimentos sobre a natureza” foi o tema debatido no quarto painel do evento, que apresentou um projeto que quer mensurar os efeitos da substituição dos sistemas tradicionais pelo de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), identificando a influência nos fatores de produção (terra, capital e trabalho).

A ideia é fazer o levantamento analítico nos municípios do estado de Rondônia para subsidiar orientações com a adoção do sistema. De acordo com as exposições dos profissionais que participaram do painel, o projeto ao seu término pretende gerar dados que se tornarão um instrumento poderoso de negociações geopolíticas, uma vez que a preocupação com o nome Brasil não é somente por ser celeiro de alimentação do mundo, mas também por ser uma potência ambiental.

Confira a cobertura completa do painel em: https://www.forumdofuturo.org/economia/impacto-minimo-da-producao-de-alimentos-sobre-a-natureza/

Segundo dia do evento

O “Wake Up Call Amazônia, Já” segue até o fim da manhã da quinta-feira, 02/12, com a reunião dos grupos técnicos, que será transmitida, ao vivo, pelo https://www.youtube.com/watch?v=ylnIunUjxgs.

Projeto Biomas Tropicais

O Projeto Biomas Tropicais é coordenado pelo Instituto Fórum do Futuro, presidido pelo Professor Alysson Paolinelli, e conta no seu núcleo central com a parceria de instituições como o CNPq, a Embrapa, a Universidade de São Paulo (ESALQ), as Universidades Federais de Lavras e Viçosa, o Centro de Gestão de Estudos estratégicos, o SEBRAE e a FGV-Agro, além de inúmeras instituições regionais em cada um dos biomas estudados. A experiência deve desenvolver alternativas para a integração da ciência, energia, natureza e alimentos, criando uma sinergia entre essas áreas e dando grande ênfase a ações sustentáveis.

A concepção do Projeto Biomas começou há oito anos e a implantação teve início em meados de 2019, no Polo Demonstrativo dos Cerrados, em Rio Verde (GO). Agora estão sendo iniciados os trabalhos na Amazônia e na Caatinga.

Mais informações em https://www.forumdofuturo.org/?projeto=biomas-tropicais.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *