Agritech completa 20 anos em ano recorde de vendas e fortalece volume de exportações de equipamentos agrícolas

Compartilhar

O ano de 2021 se apresenta como um marco para a Agritech, pioneira na indústria brasileira ao fabricar linhas de tratores, microtratores e implementos agrícolas voltadas para a agricultura familiar. Ao completar 20 anos, a empresa comemora o aniversário em um ano de recorde de vendas e fortalecimento do volume de exportações de equipamentos agrícolas.

O saldo positivo em um ano simbólico para a Agritech se dá por alguns motivos: o aquecimento do setor agrícola, o fortalecimento nas ferramentas de vendas da marca e aperfeiçoamento no relacionamento com o produtor rural por meio da longa e consolidada parceria com o banco de fábrica da empresa, o DLL, o novo consórcio Agritech por meio da administradora Novo Tempo, o lançamento da plataforma Broto, iniciativa do Banco do Brasil e da BB Seguros, além da potencialização no volume de exportações dos equipamentos agrícolas da empresa.

Agro não parou

Apesar da pandemia da Covid-19, o setor agrícola não parou de crescer e de gerar empregos e renda. A cadeia do agro buscou ultrapassar as dificuldades sem deixar de suprir as necessidades essenciais no mercado interno, além de seguir exportando comodities para muitos países, o que favoreceu a venda dos equipamentos da marca Agritech, especialmente para o produtor da agricultura familiar.

Inserida neste contexto de mercado aquecido, a Agritech fortaleceu as ferramentas de vendas e de relacionamento com o consumidor por meio dos consórcios. O resultado é percebido em números. Apenas no primeiro semestre de 2021, a Agritech registrou aumento de 54% nas vendas de tratores em relação ao mesmo período do ano passado.

Além do mercado, a administradora Novo Tempo, nova parceira da Agritech na venda de cotas dos consórcios, mantém equipes nas concessionárias parceiras, o que faz com que a marca fique mais próxima do produtor rural, segundo explica o coordenador de Vendas/Marketing da Agritech, Cesar Roberto Guimarães de Oliveira.

Proximidade com o produtor rural

“As visitas em campo nas propriedades têm alavancado as vendas, além do fato de promover um importante estreitamento no relacionamento com os clientes. Os vendedores das revendas, que recebem treinamento qualificado, conseguem entender as reais necessidades dos produtores para vender o equipamento agrícola com a melhor solução”, explica Oliveira.

É o caso, por exemplo, do produtor rural Rosemiro Aparecido de Oliveira, que produz hortaliças, frutas e cereais em seus sítios localizados em São Miguel Arcanjo (SP). Ele explica que foi por meio de uma visita em campo que teve conhecimento das vantagens do consórcio para a troca do seu trator antigo pelo 1160 da Agritech, que deve chegar em breve na propriedade dele.

“Na minha avaliação, o consórcio da Agritech é menos burocrático e possui menos custos do que um financiamento bancário. A visita em campo é muito importante porque nos ajuda bastante. Além da venda em si, acho essencial o acompanhamento pós-venda para tirar algumas dúvidas e pela própria assistência técnica do trator”, avalia o produtor, que já pensa em adquirir cotas para a compra de um equipamento maior para o plantio dos cereais.

Plataforma Broto

A proximidade com o consumidor final, por meio da Plataforma Broto, também tem sido um fator atrativo para as expectativas no incremento das vendas da Agritech. De acordo com Oliveira, 90% das concessionárias já estão cadastradas na plataforma para a comercialização das máquinas agrícolas.

A plataforma de inteligência Broto possibilita que o produtor escolha de forma online o equipamento mais adequado às necessidades para sua lavoura. “Ao escolher o trator ou o implemento agrícola que atende a sua demanda, a plataforma realiza a aproximação do produtor rural com a revenda mais próxima, de forma ágil e prática”, explica Oliveira.

O coordenador completa, dizendo que o Plano Safra 2021/2022 do Governo Federal também aqueceu o mercado do setor. Na agricultura familiar, nicho de atuação da Agritech, os programas de financiamento inseridos no plano governamental, Pronaf Mais Alimentos e o Moderfrota, também foram alavancas para o aumento nas vendas da empresa.

Fortalecimento nas exportações

No mês de agosto, a Agritech exportou 66 motocultivadores TC14, do total de 200 unidades para Gana, por meio do Programa Mais Alimentos Internacional (PMAI). O segundo embarque foi feito em setembro e a entrega do terceiro lote está prevista para este mês de outubro.

A aquisição dos produtos Agritech pelo país africano é uma continuidade da parceria firmada entre Brasil e Gana, iniciada em 2019, quando foram exportadas 1.000 unidades, além da boa aceitação dos motocultivadores TC14 pelos agricultores ganeses. Os equipamentos têm o objetivo de ajudar amplamente no desenvolvimento agrícola do País, que possui grande parte da população economicamente ativa empregada no setor.

Em maio, a Garage Ivoire Agri – GIA, distribuidor autorizado Agritech para a Costa do Marfim, entregou para o Ministério da Agricultura do país, 15 unidades de motocultivadores TC14 com enxada rotativa e outros acessórios que foram distribuídos aos produtores de arroz do país.

Para Oliveira, as operações são de grande relevância para a Agritech. “Realizar uma operação é de grande importância econômica porque nos permite alavancar as vendas, além disso consolida a marca Agritech internacionalmente”, comenta o coordenador.

Futuro

“Para o futuro, a Agritech continuará trabalhando na busca incansável da excelência, desenvolvendo produtos que atendam cada vez mais as necessidades dos clientes por meio de uma tecnologia atualizada, sem se descuidar da já comprovada qualidade que se tornou uma característica apreciada pelos nossos clientes ao longo destes 20 anos. Para nós, o cliente sempre foi e será a razão do nosso trabalho os quais criamos histórias, em que nos sentimos muito gratificados e a sensação do dever cumprido”, comenta Oliveira.

Para ele, a continuidade desta relação depende do trabalho em atender sempre as necessidades do consumidor final e da busca incessante da fidelização para consolidar a marca Agritech em um mercado que evolui dia a dia. “Um dos nossos objetivos é atrair cada vez mais clientes que buscam a evolução de sua produção com qualidade e competitividade”, completa Oliveira.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *