Turbina oceânica

Turbina oceânica pode oferecer energia renovável ilimitada

Compartilhar

O teste do Japão de uma turbina oceânica profunda pode oferecer energia renovável ilimitada. O futuro da geração de energia para a nação parece verde.

Fonte texto e imagem: Interesting Engineering.

Veja também: Cientistas conseguem reverter o envelhecimento em camundongos

Turbina oceânica pode oferecer energia renovável

O Japão é faminto por energia e dependente de combustível fóssil, fazendo uma combinação ruim, mas tudo isso pode mudar em breve. O país agora testou com sucesso um sistema baseado no oceano profundo que poderia fornecer uma forma confiável e estável de energia renovável, de acordo com um relatório da Bloomberg publicado na terça-feira.

Um projeto de mais de dez anos em construção (Turbina Oceânica).

A invenção vem da fabricante japonesa de máquinas pesadas IHI Corp. A empresa vem desenvolvendo uma turbina oceânica submarina que aproveita a energia das correntes oceânicas profundas há mais de dez anos.

A gigantesca turbina marinha chamada Kairyu parece um avião de 330 toneladas. Possui dois ventiladores de turbina contra-rotativo que são conectados por uma fuselagem maciça e  funciona flutuando enquanto ancora no fundo do mar a uma profundidade de 30-50 metros (100-160 pés).

A IHI Corp. tem planos ambiciosos para instalar as turbinas em uma das correntes mais fortes do mundo (a Kuroshio Current) e transmitir a energia através de cabos no fundo do mar. A Organização de Desenvolvimento de Nova Energia e Tecnologia Industrial do Japão (NEDO) especula que essa corrente poderia gerar até 200 gigawatts de energia confiável.

Isso equivale a 60% da atual capacidade de geração do Japão.

“As correntes oceânicas têm uma vantagem em termos de acessibilidade no Japão”, disse Ken Takagi, professor de política de tecnologia oceânica na Escola de Ciências da Fronteira da Universidade de Tóquio, à Bloomberg. “A energia eólica é mais adequada geograficamente para a Europa, que está exposta a ventos predominantes de oeste e está localizada em latitudes mais altas.”

Procurando alternativas

O Japão tem procurado a energia renovável como uma opção viável para fornecer energia a seus cidadãos, especialmente após o desastre nuclear de Fukushima. A maioria de seus investimentos até agora foram em energia eólica e solar.

O país já é o terceiro maior gerador de energia solar do mundo e fez investimentos ambiciosos em energia eólica offshore. Mas nenhuma dessas fontes de energia poderia fornecer a estabilidade e confiabilidade que os sistemas de energia baseados nas correntes oceânicas geram.

Para fins de comparação, as correntes oceânicas têm  um fator de capacidade de 50 a 70%, enquanto a eólica terrestre tem 29% e a solar tem 15%.

Mas nem tudo é brilhante para a IHI Corp. A empresa tem muitos obstáculos a superar antes que sua turbina marítima se torne viável, pois é muito mais complicado instalar um sistema subaquático do que experimentar instalações em terra. Isso ocorre porque os sistemas subaquáticos precisam ser resistentes o suficiente para resistir às condições agressivas e hostis das correntes oceânicas profundas.

“Ao contrário da Europa, que tem uma longa história de exploração de petróleo no Mar do Norte, o Japão tem pouca experiência com construção offshore”, acrescentou Takagi.

“O Japão não é abençoado com muitas fontes alternativas de energia”, disse ele. “As pessoas podem dizer que isso é apenas um sonho, mas precisamos tentar de tudo para chegar a zero carbono.”

Uma coisa é certa. Se o Japão for bem sucedido na construção deste novo gerador de energia , terá dado um passo gigantesco em direção à produção de energia limpa, verde e segura.

Traduzido por: Equipe Agron. Fonte texto e imagem: Interesting Engineering. Por: Loukia Papadopoulos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

4 thoughts on “Turbina oceânica pode oferecer energia renovável ilimitada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: