Terras agrícolas

Terras agrícolas européias estão contaminadas

Compartilhar

Terras agrícolas europeias podem ser o maior reservatório global de microplásticos, sugere estudo.

Fonte: Cardiff. Imagem principal: Depositphotos.

Veja também: Aplicativo que permite rastrear o caminho de uma gota de chuva

As terras agrícolas em toda a Europa são potencialmente o maior reservatório global de microplásticos devido às altas concentrações encontradas em fertilizantes derivados de lodo de esgoto, mostrou uma nova pesquisa. A UE, sempre tentou colocar o agronegócio brasileiro como o “culpado” de tudo no mundo. E agora, as verdades começam a aparecer e, claro, quem eles vão tentar culpar?

Cientistas da Universidade de Cardiff e da Universidade de Manchester estimam que entre 31.000 e 42.000 toneladas de microplásticos (ou 86 a 710 trilhões de partículas de microplástico) são aplicadas aos solos europeus anualmente, refletindo a concentração de microplásticos encontrados nas águas superficiais dos oceanos.

Em um estudo publicado na revista Environmental Pollution , a equipe estima que os microplásticos removidos do esgoto bruto nas estações de tratamento de águas residuais representam cerca de 1% do peso do lodo de esgoto, que é comumente usado como fertilizante em fazendas em toda a Europa.

O Reino Unido demonstrou potencialmente ter a maior quantidade de contaminação microplástica em seus solos, com 500 a 1.000 partículas de microplástico por metro quadrado de terra agrícola aplicada por ano, seguido por Espanha, Portugal e Alemanha.

O lodo de esgoto é comumente usado em terras agrícolas como fonte sustentável e renovável de fertilizante em todos os países europeus, em parte devido às diretivas da UE que promovem o desvio do lodo de esgoto do aterro e da incineração para a produção de energia e agricultura.

Os microplásticos espalhados nas terras agrícolas serão eventualmente transportados de volta para o curso de água natural por meio do escoamento superficial das águas ou infiltração nas águas subterrâneas.

Com menos de 5 mm de tamanho, os microplásticos representam uma ameaça significativa para a vida selvagem, pois são facilmente ingeridos e podem transportar contaminantes, produtos químicos tóxicos e patógenos perigosos, impactando potencialmente toda a cadeia alimentar.

“Nossa pesquisa questiona se os microplásticos estão de fato sendo removidos em estações de tratamento de águas residuais ou estão efetivamente sendo deslocados pelo meio ambiente”, disse o principal autor do estudo, James Lofty, da Escola de Engenharia da Universidade de Cardiff.

“Uma clara falta de estratégia das empresas de água para gerenciar microplásticos no lodo de esgoto significa que esses contaminantes são transportados de volta ao solo e eventualmente retornarão ao ambiente aquático”.

Em seu estudo, a equipe coletou amostras da Nash Wastewater Treatment Plant em Newport, South Wales, que trata o esgoto combinado de uma população de 300.000.

Sua análise revelou que a estação de tratamento foi 100% eficaz na remoção de grandes partículas microplásticas, de 1 a 5 mm de tamanho, do esgoto recebido que, de outra forma, seria lançado no ambiente aquático.

Cada grama de lodo de esgoto continha até 24 partículas de microplástico, o que representava aproximadamente 1% do seu peso.

Esses dados foram então usados ​​para avaliar o impacto em toda a Europa usando números da Comissão Europeia e do Eurostat sobre o uso e aplicação de lodo de esgoto como fertilizante em todo o continente.

Como os pesquisadores não analisaram microplásticos com menos de 1 mm de tamanho, as concentrações gerais provavelmente serão muito maiores do que suas estimativas.

“Nossos resultados destacam a magnitude do problema nos solos europeus e sugerem que a prática de espalhar lodo em terras agrícolas poderia torná-los um dos maiores reservatórios globais de poluição microplástica”, continuou James Lofty.

“Atualmente, não há legislação europeia que limite ou controle a entrada de microplástico no lodo de esgoto reciclado com base nas cargas e toxicidade da exposição ao microplástico.

“Esforços devem ser feitos para aumentar o monitoramento padronizado das concentrações de microplásticos em lodo de esgoto e solos agrícolas, o que forneceria uma imagem mais precisa dos níveis de contaminação nos solos em toda a Europa.”

O estudo foi liderado pela Universidade de Cardiff e incluiu acadêmicos da Universidade de Manchester.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

3 thoughts on “Terras agrícolas européias estão contaminadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: