Diagnóstico precoce e tratamento eficaz auxiliam na qualidade de vida em cães com insuficiência cardíaca congestiva (ICC)

Compartilhar

As estatísticas são duras: três em cada dez cães de meia idade a idosos apresentam insuficiência cardíaca congestiva (ICC), doença sem cura. Se não for tratada de forma adequada, a enfermidade pode provocar danos irreversíveis à saúde do animal, inclusive podendo ser fatal. “O diagnóstico precoce e os cuidados necessários, com o uso de medicamentos modernos e eficazes, são essenciais para promover qualidade de vida e aumentar o tempo de vida do pet”, explica Jaime Dias, gerente técnico de animais de companhia da Vetoquinol Saúde Animal.

“Para identificar as alterações cardíacas o mais cedo possível, o tutor deve estar atento a alguns sinais clínicos. São eles: cansaço, fraqueza, tosse frequente, dificuldade em respirar, intolerância ao exercício, diminuição do apetite, emagrecimento e desmaios. Identificando alguns destes sintomas, é preciso consultar imediatamente um médico-veterinário ou um especialista veterinário em cardiologia”, complementa Jaime.

Jaime Dias informa que, em casos mais avançados da insuficiência cardíaca congestiva, o pet pode apresentar ainda acúmulo de líquidos que irão acometer principalmente os pulmões e os membros, além de promover lesões importantes em outros órgãos, como os rins. “Esse conjunto de fatores piora drasticamente a saúde do pet, interferindo na qualidade de vida, causando sofrimento e podendo levá-lo à morte.”

Para tratar os sinais clínicos da ICC, como edema e congestão, a Vetoquinol desenvolveu e lançou UpCard®, o primeiro diurético no mundo a base de torasemida. Aprovado para uso em cães, UpCard® é um potente diurético de alça, que diminui a absorção de sódio e a retenção de líquido de forma rápida e eficiente. Com efeito prolongado de 24 horas, mantém a diurese mais estável, o que traz mais gentileza ao tecido renal, com menor excreção de potássio urinário, contribuindo para uma menor taxa de arritmia cardíaca, conforme observado em estudo realizado.

“Recente estudo publicado no Journal of Veterinary Internal Medicine mostrou que a torasemida presente em UpCard® diminui significativamente o risco de mortalidade cardíaca, além de aumentar o tempo de sobrevida dos cães acometidos pela ICC e tratados com UpCard®, em comparação ao grupo tratado com a furosemida”, relata Eliane Estephan, gerente de produtos para animais de companhia da Vetoquinol.

Os comprimidos de UpCard® são palatáveis, sabor bacon e produzidos com a exclusiva tecnologia Vetabs, que facilita o seu fracionamento e proporciona praticidade e precisão na dosagem recomendada pelo médico veterinário, além de facilitar a administração e adesão dos tutores ao tratamento prescrito, contribuindo com a saúde e a qualidade de vida do pet.

Sobre a Vetoquinol – Entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Grupo independente, projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos, destinados à produção animal (bovinos e suínos), a animais de companhia (cães e gatos) e a equinos. Desde sua fundação, em 1933, a Vetoquinol combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de produtos associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a Clarion Biociências, ocorrida em Abril/2019. A Vetoquinol gera 2.372 empregos e está listada na Euronext Paris desde 2006 (símbolo: VETO). A Vetoquinol conta com SAC formado por profissionais da área veterinária para auxílio aos clientes. A ligação é gratuita – 0800 741 1005. Site: www.vetoquinol.com.br


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *