Haifa

Israelense Haifa planeja produzir fertilizantes especiais no Brasil

Compartilhar

A Israelense Haifa já comercializa no país, e devido à demanda diz sentir necessidade de produzir localmente.

Veja também: Reduza em 70% a infestação de plantas daninhas na sua lavoura

O Brasil é um agente de crescimento para a Haifa, empresa israelense especializada na produção de nitrato de potássio e soluções de nutrição vegetal. Segundo o CEO da Haifa Group, Motti Levin, a companhia está planejando produzir suas soluções no país. “Enxergamos diversas oportunidades de mercado e entendemos que há uma necessidade de ter uma produção local, que fornecerá para toda América Latina”, disse Levin, em coletiva de imprensa, promovida nesta segunda-feira (20), em São Paulo.

Para concretizar esse planejamento, a Haifa está em busca de uma parceria estratégica, que tenha a mesma sinergia em termos de cultura de inovação, de processo, de produtos e de serviços, além do respeito aos produtores e às plantas.

A companhia possui quatro fábricas localizadas em Israel, França, EUA e Canadá, e tem o propósito de criar soluções e ferramentas eficientes e eficazes para nutrição vegetal, para contribuir com os agricultores em seus desafios constantes e crescentes, ampliando a produtividade das culturas; melhorando a rentabilidade do negócio, e diminuindo os impactos ambientais.

A subsidiária brasileira da Haifa conta com oito filiais – Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo – e é responsável por atender seis países – Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. A corporação conta com um portfólio formado por fertilizantes solúveis para Nutrigation™ (Fertirrigação e Hidroponia), aplicação foliar, fertilizantes de liberação controlada granulados para aplicação do solo.

As soluções da Haifa são direcionadas, em geral, para a agricultura intensiva de alto valor agregado. Mas, os fertilizantes de liberação controlada podem ser aplicados também em agricultura extensiva, com benefícios para a planta e para o produtor rural, uma vez que, com uma única aplicação, é possível atender a nutrição da planta, diminuindo perdas, aumentando a eficiência, e obtendo maior rendimento.

De acordo com Levin, os fertilizantes especiais podem diminuir a necessidade de compra de matérias-primas em grande quantidade. “Com agricultura de precisão e fertirrigação, é possível reduzir esses volumes, promovendo segurança alimentar”, disse.

Para Gustavo Branco, diretor da Haifa South America, os agricultores brasileiros estão adotando de forma muito significativa as novas tecnologias. “O trabalho realizado pela Haifa e pela Abisolo na divulgação do uso correto das tecnologias somado aos benefícios comprados – menor impacto ambiental, maior eficiência e rendimento – tem contribuído para o aumento do uso desse tipo de solução”, afirmou. “Estamos falando em produtividade de mais de dois dígitos em relação ao uso de fertilizantes convencionais. Com isso, há melhores rendimentos financeiros, pois o produtor faz mais com menos e não há desperdício”, acrescentou.

Na avaliação de Branco, a atual conjuntura com a invasão da Rússia à Ucrânia evidenciou ainda mais os fertilizantes especiais como alternativa viável e eficiente para suprir a demanda por fertilizantes convencionais. “Quando se fala de fertilizantes especiais, estamos falando de quilos e não toneladas, o que melhora a logística, a armazenagem e a disponibilidade. Isso significa um movimento mais tranquilo de recuperação da mobilidade transacional do mundo inteiro”, ponderou.

A China, inclusive, informou que até 2050 pretende utilizar apenas fertilizantes especiais em suas lavouras. “Precisamos trabalhar para melhorar eficiência nutricional da planta, e para manter a produção de alimentos saudáveis. E, os fertilizantes especiais se encaixam muito bem nessa perspectiva”, ressaltou Branco.

Sustentabilidade – O comprometimento da Haifa com o meio ambiente se realiza por meio de diversas iniciativas. A empresa foi uma das primeiras a ser signatária da iniciativa do Pacto Global da ONU para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, promovendo e patrocinando atividades sem fins lucrativos.

Para a produção ambientalmente amigável e de alta qualidade com o controle de gases de efeito estufa, utiliza-se um sistema inovador que reduz as emissões de óxido nitroso e as reutiliza como matéria-prima. Em suas indústrias, o gás natural é o combustível nas usinas de produção, o que assegura emissões livres de partículas e efluentes, sendo limpos e neutralizados. “Somos uma empresa extremamente sustentável. Além do cuidado com a água e com as emissões de gases de efeito estufa, estamos construindo uma planta de amônia em Israel e usaremos o gás natural produzido para ser nossa fonte de energia”, disse Levin.

Fonte: Datagro. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

2 thoughts on “Israelense Haifa planeja produzir fertilizantes especiais no Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: