Projeto Pecuária do Conhecimento completa 10 anos com mais de 2 mil profissionais treinados

Compartilhar

O projeto Pecuária do Conhecimento, iniciativa da Phibro Saúde Animal em parceria com a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, completa 10 anos em 2021. Conduzido pelo Polo Regional de Desenvolvimento de Tecnologias dos Agronegócios da Alta Mogiana, em Colina (SP), a iniciativa dedica-se à divulgação de tecnologias para melhorar a produtividade da cadeia da carne bovina, de forma a aumentar a rentabilidade da atividade. Em uma década, cerca de 2,1 mil pessoas foram treinadas e capacitadas. 

O presidente da Phibro no Brasil, Mauricio Graziani, destaca que o Pecuária do Conhecimento possibilita o contato entre os diversos elos da cadeia de produção, o que proporciona o compartilhamento de ideias entre todos os atores desse complexo e importante sistema. “O projeto tem intensa procura por empresas de nutrição animal, técnicos e produtores, especialmente por sua metodologia, que mistura prática e teoria: primeiro na sala de aula, depois no campo. Com essa iniciativa, estamos efetivamente contribuindo para o desenvolvimento de uma pecuária mais eficiente e sustentável”, afirma Graziani. 

O Pecuária do Conhecimento foi criado para divulgar o conceito do Boi 7-7-7 e mostrar a importância da adoção de tecnologias para melhorar o resultado econômico da pecuária. O sistema baseia-se nos pilares genética, manejo e nutrição e pasto. A meta é obter ganho de 7 arrobas na fase de cria, 7 na recria e 7 na terminação, reduzindo de três para dois anos o tempo para o gado ficar pronto para o abate. 

Pesquisador da APTA, Gustavo Rezende Siqueira explica que o treinamento do Pecuária do Conhecimento é especial justamente pela vivência imersiva de dois dias no campo ao lado de pesquisadores, pecuaristas e técnicos de empresas. “Para nós, o desenvolvimento desse projeto é uma mudança de estrutura e relacionamento da instituição pública com o setor privado”, observa Siqueira, que é doutor em zootecnia. Para ele, um dos mais importantes gargalos no país é fazer com que a informação gerada na academia chegue às fazendas. “O curso permite levar o conhecimento para o campo. E isso é muito positivo para todos os envolvidos”, pontua.

Para o gerente de negócios de gado de corte da Phibro, César Borges, o projeto tem papel fundamental na história da empresa, pois se caracteriza como uma forma de disseminar conhecimento para os produtores, em um cenário de desenvolvimento de novas tecnologias. “O objetivo é encontrar uma maneira de fazer essa extensão do conhecimento: pegá-lo da academia e fazer a extensão para o pecuarista. O objetivo foi alcançado”, diz.

Reforçando essa ideia, o diretor global de ruminantes da Phibro, Danilo Grandini, destaca a necessidade de projetos ou programas que incentivem boas práticas produtivas na pecuária de corte. “APTA e Phibro souberam materializar conhecimento em práticas que ajudaram, nesses anos, centenas de pecuaristas, especialistas e empresas de nutrição animal a intensificarem a produtividade com o bom uso dos recursos disponíveis”, celebra.

Sobre a Phibro Saúde Animal

Phibro é uma empresa global em saúde e nutrição animal, dedicada ao atendimento da crescente demanda mundial por proteína animal. A empresa possui mais 1.400 apresentações de produtos, está presente em mais 65 países e tem orgulho de ser parceiro de confiança para produtores, nutricionistas e veterinários, oferecendo soluções inovadoras e serviços de qualidade para produzir alimentos saudáveis e acessíveis. (www.pahc.com/brazil).


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *