Produção de leite pode cair em até 20% com infestações da mosca-dos-chifres

Compartilhar

A mosca-dos-chifres é um dos parasitas que mais promove prejuízos ao pecuarista, atacando os rebanhos leiteiros e de corte de todo o Brasil. Uma única fêmea da mosca pode promover 40 picadas dolorosas por dia. Esses ataques incessantes prejudicam o bem-estar, produtividade e a saúde das vacas, representando um grave risco para a produção leiteira: sem controle, pode representar perdas de até 20% na produção. “Com base na produção leiteira atual do país, que segundo o IBGE é de 34,9 bilhões de litros de leite, a infestação da mosca-dos-chifres poderia causar a perda de mais de 6 bilhões de litros por ano, prejuízo equivalente a mais R$ 10 bilhões”, destaca o médico veterinário Humberto Moura, gerente de produtos de animais de produção da Vetoquinol Saúde Animal, uma das 10 maiores indústrias veterinárias do mundo.

A mosca-dos-chifres, cujo nome científico é Haematobia irritans, é pequena no tamanho (mede entre 2 e 4 milímetros), mas seu impacto negativo pode ser decisivo para o sucesso de uma fazenda leiteira. Disseminada em todo o território nacional, irrita as vacas durante todo o seu ciclo de parasitismo, que varia de 3 a 7 semanas.

“A mosca-dos-chifres causa muito estresse nos animais e prejudica consideravelmente o bem-estar, produtividade e a saúde das vacas em lactação. Além das perdas em produtividade no leite, os bezerros de vacas com infestação são afetados com baixo peso a desmama e pela transmissão de doenças, como a anaplasmose”, afirma Humberto Moura.

Para auxiliar o produtor de leite a vencer a mosca-dos-chifres, a Vetoquinol desenvolveu uma nova geração de brinco mosquicida: Fiprotag 210, que possui formulação inovadora com associação exclusiva dos princípios ativos Fipronil e Diazinon, oferece proteção por até 210 dias, com carência zero para produção de leite (e também para o abate), com excelente relação de custo e benefício para os produtores.

Humberto Moura reforça que Fiprotag 210 foi desenvolvido para favorecer a rápida ação e dar proteção prologada, deixando o gado limpo, protegido e pronto para sua vida produtiva. “Com a aplicação de um brinco por animal, na parte central do pavilhão auricular, tem-se o efeito inseticida esperado: a mosca-dos-chifres deixará as vacas em paz, e o produtor ganhará em produtividade com o controle da mosca e com o benefício do descarte zero, o que significa mais dinheiro no bolso”.

Sobre a Vetoquinol – Entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Grupo independente, projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos, destinados à produção animal (bovinos e suínos), a animais de companhia (cães e gatos) e a equinos. Desde sua fundação, em 1933, a Vetoquinol combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de produtos associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a Clarion Biociências, ocorrida em Abril/2019. A Vetoquinol gera 2.372 empregos e está listada na Euronext Paris desde 2006 (símbolo: VETO). A Vetoquinol conta com SAC formado por profissionais da área veterinária para auxílio aos clientes. A ligação é gratuita – 0800 741 1005. Site: www.vetoquinol.com.br


Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *